ELEIÇÕES 2022

LULA toma decisão surpreendente, e PT não contará com ex-presidente em momento crucial

Em momento importante para o partido, Lula tomou decisão inédita em suas campanhas à Presidência

Marcelo Aprígio
Marcelo Aprígio
Publicado em 20/07/2022 às 8:23
Notícia
RICARDO STUCKERT
09.07.2022-Lula, Geraldo Alckmin, Fernando Haddad e Márcio França no ato em defesa da democracia, contra a fome e por emprego e moradia, na Praça da Moça, em Diadema (SP). Participam do evento lideranças dos partidos que integram o Vamos Juntos pelo Brasil: PT, PCdoB, PV, PSOL, PSB, Solidariedade e Rede. Foto: Ricardo Stuckert - FOTO: RICARDO STUCKERT
Leitura:

O ex-presidente Lula (PT), pré-candidato à Presidência da República nas Eleições 2022, tomou uma decisão inédita em suas campanhas eleitorais.

Num momento crucial para definir os rumos do seu partido na sucessão do presidente Jair Bolsonaro (PL), o petista surpreendeu muitas pessoas com a decisão que tomou.

Por causa de sua incursão por Pernambuco, Lula bateu o martelo e decidiu não participar da convenção em que o PT vai oficializar a sua sexta candidatura à Presidência da República na próxima quinta-feira (21) em São Paulo. 

Isso porque no mesmo dia do encontro do PT e de partidos aliados, Lula cumprirá agenda no Recife. Para minimizar a ausência, a legenda petista trata o evento apenas como protocolar.

Segundo pessoas próximas a Lula, o ex-presidente quer dar um ar menos protocolar à convenção do PSB, principal partido aliado de Lula até o momento, no dia 29 em Brasília.

No evento, Lula tem dito que faz questão de estar presente. O encontro vai oficializar a indicação do ex-governador Geraldo Alckmin como vice e aprovar a aliança com o PT.

CONVEÇÕES PARTIDÁRIAS

Nesta semana, as legendas começam a realizar as convenções para referendar os seus postulantes ao Palácio do Planalto.

O PT optou por realizar a sua convenção logo no segundo dia permitido pelo calendário da Justiça Eleitoral para poder acelerar os processos de formalização da candidatura.

Só depois da convenção os candidatos podem constituir um CNPJ para o gasto de recursos com despesas da campanha. Por enquanto, a contabilidade é feita pelo partido.

O PDT fará o seu encontro nesta quarta-feira (20) para aprovar a candidatura de Ciro Gomes. Domingo (24), o PL pretende realizar um grande ato no Maracanãzinho no Rio para aprovar a indicação do presidente Jair Bolsonaro para disputar a reeleição.

A convenção em que o MDB homologará a senadora Simone Tebet como presidenciável será feita de forma virtual no dia 25.

Comentários

Mais Lidas