Eleições 2022

Assassino de Daniella Perez, Guilherme de Pádua hoje é pastor apoiador de Bolsonaro

Série 'Pacto Brutal' fez muita gente querer saber como vive hoje em dia o assassino de Daniella Perez, Guilherme de Pádua

Gabriel dos Santos
Gabriel dos Santos
Publicado em 22/07/2022 às 7:11 | Atualizado em 22/07/2022 às 10:30
Notícia
Guilherme de Pádua em Brasília (Foto: Reprodução/Instagram)
Guilherme de Pádua em Brasília (Foto: Reprodução/Instagram)
Leitura:

Guilherme de Pádua, assassino da atriz Daniella Perez, não se escondeu da vida pública após deixar a cadeia. Hoje, Guilherme de Pádua é pastor evangélico e apoiador do presidente da República, Jair Bolsonaro (PL). 

Em 2020, por exemplo, Guilherme de Pádua foi com a atual esposa até um ato público em Brasília pró-Bolsonaro. Os dois vestiram máscaras de proteção contra a covid-19 com as cores da bandeira brasileira, um dos símbolos que os bolsonaristas reivindicam como seus. 

Em vídeo divulgado nas redes sociais, disse que usou máscara porque seria a única forma de participar do evento. 

Reprodução/Redes sociais
Guilheme de Pádua, assassino de Daniella Perez, e sua esposa, Juliana, em protesto à favor do presidente Jair Bolsonaro - Reprodução/Redes sociais

"Estamos aqui no Congresso Nacional, agora estamos indo ali pra manifestação, né, em prol do Brasil. É isso mesmo, gente, o Brasil precisa mudar. Esses políticos corruptos, esses esquemas de tetas públicas, que o pessoal só fica explorando o povo brasileiro e o dinheiro, e as melhorias não chegam nas mãos do povo, não chegam na vida do povo. Se Deus quiser o Brasil vai mudar, não é meu amor?”, afirmou Guilherme de Pádua na publicação. 

.

MORTE DE DANIELLA PEREZ

Guilherme de Pádua assassinou a parceira de novela, a atriz Daniella Perez, em 1992 com 18 golpes de punhal. Segundo as investigações, o então ator estava revoltado com a mãe da vítima, a autora Glória Perez, por supostamente boicotá-lo de várias cenas no folhetim que ela escrevia e no qual criminoso e vítima contracenavam. 

Ele foi condenado a 19 anos e 6 meses de prisão e ficou na cadeia por pouco mais de seis anos. 

Comentários

Mais Lidas