ELEIÇÕES 2022

PESQUISA ELEITORAL: Lula lidera, e, pela primeira vez no século, eleições podem ter desfecho surpreendente; entenda

Mais uma pesquisa para presidente 2022 foi divulgada nesta quarta-feira (3)

Marcelo Aprígio
Marcelo Aprígio
Publicado em 03/08/2022 às 8:04 | Atualizado em 03/08/2022 às 8:13
Notícia
RICARDO STUCKERT
Lula pode vencer no primeiro turno - FOTO: RICARDO STUCKERT
Leitura:

Mais um pesquisa para presidente 2022 foi divulgada nesta quarta-feira (3). Realizada pela Genial/Quaest, a sondagem aponta que as Eleições 2022 podem ter um desfecho não visto no Brasil desde o século passado.

Isso porque, o ex-presidente Lula (PT) lidera a corrida presidencial com 44% das intenções de voto no primeiro turno, seguido pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), com 32%

Na sequência surge o ex-governador Ciro Gomes (PDT), com 5%. O deputado federal André Janones (Avante), que pode desistir da disputa, e a senadora Simone Tebet (MDB) aparecem com 2%.

Após eles vem o pastor e coach Pablo Marçal (Pros), com 1%. Os que dizem que irão votar em branco, anular ou deixar de votar somam 6%. A proporção dos indecisos também é de 6%.

.

LULA PODE VENCER NO PRIMEIRO TURNO?

Desta maneira, levando em consideração somente os votos válidos — quando são excluídos os votos brancos e nulos, além dos indecisos –, Lula poderia vencer no primeiro turno.

Isso aconteceria porque o petista soma 51% neste quesito. Para liquidar a fatura já no dia 2 de outubro, é preciso que um candidato tenha 50% dos votos válidos mais um voto.

Se o resultado da pesquisa, que aponta apenas uma tendência e não previsão, se confirmar, as Eleições 2022 teriam um desfecho inédito nas últimas duas décadas.

Apenas o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) conseguiu ser eleito e reeleito no primeiro turno. As votações ocerram em 1994 e 1998, respectivamente.

PESQUISA PARA PRESIDENTE 2022

Vale frisar que outros seis nomes foram incluídos na pesquisa para presidente 2022 da Genial/Quaest, mas não pontuaram. 

Felipe d’Avila (Novo), José Maria Eymael (DC), Leonardo Péricles (UP), Luciano Bivar (União Brasil), Sofia Manzano (PCB) e Vera Lúcia (PSTU) não chegaram a um ponto. Bivar desistiu no último domingo (3). 

Para esta pesquisa foram realizadas 2 mil entrevistas presenciais entre os dias 28 e 31 de julho. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos.

O levantamento tem 95% de confiança. Ou seja, se 100 pesquisas fossem realizadas, ao menos 95 apresentariam os mesmos resultados dentro desta margem.

A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-02546/2022.

Comentários

Mais Lidas