Escolas de Samba do Rio de Janeiro

Que horas começa o desfile da Portela? Confira horário e letra do samba-enredo para cantar junto com a Portela

Portela é a segunda escola de samba a desfilar na Sapucaí neste sábado (23)

Gabriel dos Santos
Gabriel dos Santos
Publicado em 23/04/2022 às 12:19 | Atualizado em 23/04/2022 às 12:43
Notícia
Fernando Frazão/Agência Brasil
Desfile da escola de samba Portela, pelo grupo especial, no Sambódromo - FOTO: Fernando Frazão/Agência Brasil
Leitura:

Maior vencedora dos carnavais do Rio de Janeiro, a Portela se apresenta neste sábado na Sapucaí. Confira horário e a letra do samba-enredo:

Portela

De acordo com a organização do evento, a Portela entra na Sapucaí entre 23h e 23h10 deste sábado. 

.

Letra do Samba-Enredo da Portela

"AZUL E “BANTO”, AGUERÊ E ALUJÁ
PRA POEIRA LEVANTAR, DE CRIOULA É MEU TAMBOR
ILUAYÊ NA GINGA DO MEU LUGAR
PORTELA É BAOBÁ NO GONGÁ DO MEU AMOR

PREPARA O TERREIRO, SEPARA A MUCUA
APAOKÁ BAIXOU NO XIRÊ
EM NOSSO CELEIRO A GENTE CULTUA
DO MESMO PRECEITO E SABER
RAIZ IMPONENTE DA “PRIMEIRA SEMENTE”
NÓS TEMOS MUITO EM COMUM
O ELO SAGRADO DE AYÊ E ORUN
CASA PRA SE RESPEITAR: MEU BAOBÁ!

OBATALÁ COLOFÉ
TEM BATUCADA NO ARÊ
PRA MINHA GENTE DE FÉ AYERAYE
NESSA MIRONGA TEM MÃO DE OFÁ
PÕE ALUÁ NO COITÉ E DANDÁ

SALUBA, MAMÃE! FIZ DO MEU SAMBA CURIMBA
MATA A MINHA SEDE DE AXÉ
FAZ DO MEU IGI OSÈ, MORINGA
QUEM TENTA ACORRENTAR UM SENTIMENTO
“ESQUECE” QUE SER LIVRE É FUNDAMENTO
MATIZ SUBURBANO, HENRANÇA DE PRETO
CORAGEM NO MEDO!
MEU POVO É RESISTÊNCIA
FEITO UM “NÓ NA MADEIRA” DO CAJADO DE OXALÁ
FORÇA AFRICANA VEM NOS ORGULHAR

AZUL E “BANTO”, AGUERÊ E ALUJÁ
PRA POEIRA LEVANTAR, DE CRIOULA É MEU TAMBOR
ILUAYÊ NA GINGA DO MEU LUGAR
PORTELA É BAOBÁ NO GONGÁ DO MEU AMOR"

Compositores: Wanderley Monteiro, Vinicius Ferreira, Rafael Gigante, Bira, Edmar Jr, Paulo Borges & André do Posto 7.

Intérprete: Gilsinho

GLOSSÁRIO DO SAMBA-ENREDO DA PORTELA:

MUCUA – Fruta do Baobá
APAOKÁ – Orixá/Entidade protetor da Jaqueira
XIRÊ – Festa
AYÊ – Terra
ORUN – Céu
OBATALÁ – Orixá da paz e da criação do mundo.
COLOFÉ – A benção.
ARÊ – Ruas e Encruzilhadas.
AYERAYE - Eternizar
MIRONGA - Mistério
MÃO DE OFÁ – Pessoa incumbida de colher folhas para rituais.
ALUÁ – Bebida feita com farinha de milho ou de arroz, servida nos terreiros de Candomblé, principalmente aos Caboclos.
COITÉ – Fruto que partido ao meio, serve como recipiente para servir bebidas aos Orixás e participantes do culto.
DANDÁ – Tipo de raiz, utilizada nos cultos aos Orixás.
CURIMBA – Os cânticos realizados, na Umbanda.
BANTO – indivíduo pertencente aos Bantos, grupo etnolinguístico africano
AGUERÊ – Toque atribuído a ODÉ, o caçador (OXOSSI).
ALUJÁ – Toque atribuído a XANGÔ.

Comentários

Mais Lidas