PANTANAL

NOVELA PANTANAL: Com direito a nudez, confira a ida de Juma ao Rio de Janeiro na trama original

A trama adaptada por Bruno Luperi foi praticamente idêntica à original, exibida há 32 anos

Pedro Lima
Pedro Lima
Publicado em 02/05/2022 às 21:04
Notícia
divulgação
Cristiana Oliveira foi Juma Marruá na novela Pantanal - FOTO: divulgação
Leitura:

Nos capítulos que estão por vir na trama da novela Pantanal, Jove (Jesuíta Barbosa) vai voltar para o Rio de Janeiro após os diversos conflitos com seu pai, José Leôncio (Marcos Palmeira).

No entanto, o aspirante a fotógrafo não vai voltar para casa sozinho, o jovem convence Juma (Alanis Guillen) a ir com ele para a Cidade Maravilhosa.

A trama adaptada por Bruno Luperi foi praticamente idêntica à original, exibida há 32 anos. Porém, os novos roteiristas terão que fazer algumas mudanças para o remake, em especial quando Juma toma um choque com a tecnologia da época e algumas frases homofóbicas.

.

SINOPSE TRAMA ORIGINAL

Marcos Palmeira também fez a primeira versão da novela Pantanal. Na ocasião, ele interpretava Tadeu, filho bastardo de José Leôncio (Cláudio Marzo) com Filó (Jussara Freire).

O rapaz terá a responsabilidade de pilotar o avião do pai que vai levar Jove (Marcos Winter) a Campo Grande após a briga do encrenqueiro com o pai fazendeiro.

Ao longo do percurso, Jove pedirá para seu meio-irmão retornar com a aeronave de pequeno porte para buscar Juma. O piloto hesita, mas cede após Jove prometer que se ele cumprir a missão deixará toda a herança para ele.

Apesar da negativa da proposta, o irmão retorna e questiona "a bichinha é tu e não sou eu". Após isso retorna e pousa em um pasto.

Juma decide ir à Cidade Maravilhosa e deixa Muda (Andréa Richa) sozinha. Ao chegar no primeiro destino, a capital sul-mato-grossense, o casal pegará um voo comercial para o Rio.

Como a menina-onça foi apenas com a roupa do corpo, Jove contará com a ajuda de um amigo de Zé Leôncio para conseguir roupas e documentos para Juma embarcar.

Saiba quem é quem na segunda fase de Pantanal

O VOO

No avião, Juma deixará claro a vontade de voltar para casa. Jove para acalmá-la, vai compara o voo ao de um pássaro: "Agora você vai saber como se sente um tuiuiú".

A TECNOLOGIA DOS ANOS 1990

Ao chegar na mansão dos Novaes, Jove precisará controlar o preconceito de sua mãe, Madeleine (Ítala Nandi), com a pantaneira.

A família ainda chamará Juma de "índia", e o preconceito não basta. Madeleine chagará a usar a expressão "cheiro de bost*", a frase que a dondoca se referia a seu ex-marido e pai do filho.

A grande tecnologia da época era a TV de tubo. Juma ao se esconder no quarto de Jove ligará o televisor e não entende como as pessoas que ali aparecem conseguiram entrar no aparelho.

A pantaneira ainda vai se assustar com o alto volume e a variedade de programas exibidos em diversos canais.

A NUDEZ

Em 1990 não tinha tanto pudor quanto a nudez. Ao chegarem no Rio de Janeiro, Juma e Jove vão dar um mergulho na piscina da casa e ela ficará completamente nua, como era costume ao mergulhar nos rios do Pantanal.

Ele imita a amada e nada junto com ela, até toda a família flagrar a cena e ficarem em choque.

Irma (Elaine Cristina) elogiou Juma, mas Madeleine não gostou e deu uma bronca em Jove.

Irma diz entender a postura da filha de Maria Marruá em nadar pelada e explica que aquilo não é comum naquela cidade.

Pantanal: relembre o nascimento de Juma na primeira versão da novela

BRIGA COM NALVINHA

Outro momento icônico da passagem de Juma pelo Rio é a briga da jovem com Nalvinha (Flávia Monteiro), namorada que Jove deixou na cidade grande.

A moça chegará enciumada ao saber que Juma está na casa do ex-namorado.

Na primeira fase, há 32 anos, Nalvinha chama o namorado de "bichona louca", expressão homofóbica, mas que era normalizado na época. Nesta, a personagem será Nayara (Victoria Rossetti) vai queimar o filme do filho de José Leôncio nas redes sociais.

 

Comentários

Mais Lidas