Polêmica

EDI ROCK: acusado de estuprar influencer, cantor dos 'Racionais MC's', se manifesta; saiba mais

Integrante do grupo musical 'Racionais', Edi Rock foi acionado pela Justiça por causa das acusações de estupro

Pedro Oliveira
Pedro Oliveira
Publicado em 22/06/2022 às 0:06
Instagram/Jef Delgado/Reprodução
Edi Rock é integrante dos 'Racionais MC's' e está sendo acusado de estuprar influenciadora digital - FOTO: Instagram/Jef Delgado/Reprodução
Leitura:

Membro dos "Racionais MC's", Edi Rock teve seu nome em alta nas redes sociais nesta terça-feira (21/06) ao ser acusado de estuprar uma influenciadora digital. Depois da denúncia feita pela suposta vítima, o cantor de 51 anos falou sobre as acusações. 

Na noite desta terça-feira (21/06), Edi Rock - como é conhecido Edivaldo Pereira Alves - defendeu-se das acusações. O integrante dos Racionais MC's negou as acusações, disse também que a Justiça já julgou e encerrou o caso, considerando falsa a acusação de estupro. "Salve família! Sobre as acusações contra mim nas redes, já foi comprovado pela justiça que é MENTIRA!", inicia o post.

O QUE DISSE EDIR ROCK SOBRE ACUSAÇÃO DE ESTUPRO?

"Os fatos expostos tornaram a narrativa apresentada ilegítima e caluniosa. Meus advogados cientes, tomaram as medidas cabíveis. Atenciosamente: Edivaldo Pereira Alves", finalizou o comunicado de Edi Rock.

ENTENDA O QUE ACONTECEU

Na madrugada desta terça-feira (21/06), a influenciadora digital Juliana Thaisa recorreu ao seu perfil no Instagram para expor o suposto estupro praticado pelo cantor Edi Rock. Através de uma sequência de textos publicados nos Stories, ela fez as acusações.

"Tô cansada de pedir ajuda pra mídia, cansada de ver todos os processos de violência que eu tenho arquivados. Não teve um, um sequer, que o agressor foi responsabilizado. Eu fui invalidada em todos os processos", desabafou a influenciadora no Instagram.

Em outro trecho, Juliana Thaisa relata como aconteceu o suposto estupro. "Eu só tenho duas mãos, uma eu usei pra tentar segurar aquele nojento, e a outra pra segurar minha calça que ele tentava abaixar. Queria o que? que eu tivesse filmado? Eu não pude nem gritar pra não acordar minha filha e traumatizá-la. Inferno!", desabafou.

INFLUENCIADORA REBATE DECISÃO DA JUSTIÇA

Sobre o julgamento da Justiça - ressaltado por Edi Rock em sua defesa nas redes sociais - a influenciadora Juliana Thaisa rebateu.

"'Ah, mais o promotor arquivou o processo. A própria justiça inocentou ele'. Não me diga, alecrim dourado. Nada de novo sob o sol do Brasil. Processo arquivado não inocenta abusador. Só existe pra invalidar e silenciar as vítimas. Porque o sistema é patriarcal, machista e misógino", disse.

INSTAGRAM

Além dos Stories, a influencer fez uma publicação no feed do Instagram com as mesmas acusações de estupro. "Homem é homem, mulher é mulher, ESTUPRADOR É DIFERENTE NÉ, EDI ROCK?! #temjacknorap DENÚNCIA NOS STORIES", escreveu.

Mais Lidas