POLÊMICA

Ator de Pantanal já fez publicações questionando vacinas e criticando a Comissão da Verdade da Ditadura Militar

Ator fez publicações polêmicas ao criticar as vacinas contra covid-19 e a criação da Comissão da Verdade da Ditadura Militar

Vitória Floro
Vitória Floro
Publicado em 22/06/2022 às 11:42
Notícia
Divulgação / Rede Globo
Guito - FOTO: Divulgação / Rede Globo
Leitura:

O ator Guito, de 37 anos, fez sua estreia na televisão brasileira com o papel do violeiro Tibério, na novela Pantanal. O galã também ganhou o coração do público após receber destaque como par romântico de Muda (Bella Campos).

No entanto, antes de ser um dos queridinhos dos fãs, Guito não tinha nenhuma notoriedade com celebridade e usava as redes sociais para dizer suas opiniões, hábito que abandonou com a fama.

De acordo com apuração feita pelo portal Splash do UOL, o ator já usou o Twitter para fazer críticas à vacinação contra a covid-19 e sair em defesa do uso da hidroxicloroquina como tratamento precoce para a doença.

Ambas declarações de Guito vão contra comprovações cientificas de eficácia da vacina, que diminui os riscos de casos graves, diferente do medicamento, que não se comprovou efetivo para o tratamento da doença, além de ser contraindicado pela Conitec (Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde).

.

O portal procurou o ator, que afirmou que as publicações são "tweets antigos" e, por isso, não vai comentar o conteúdo das publicações.

As postagens anti-vacina de Guito foram feitas com menos de um ano atrás. Entre julho e agosto de 2021, o artista escreveu uma resposta em inglês questionando a eficácia da vacinação, rebatendo publicações de cientistas.

"As vacinas não retardam a transmissão... E este é o verdadeiro problema com estas vacinas. Na verdade, elas ajudam na transmissão", escreve o ator que ainda pede para que as pessoas sigam outro pesquisador, Geert Vanden Bossche, um cientista belga que assustou a internet ao dizer que vacinas contra a covid-19 trazem malefícios à humanidade.

.

Reprodução
Guito no Twitter - Reprodução

Já em maio de 2020, Guito compartilhou um gráfico com dados que indicavam que o uso de hidroxicloroquina - remédio defendido pelo presidente Jair Bolsonaro - ajudaria no combate à covid-19. Para o ator, a opção era a "melhor que existe" contra a doença, mas não era usada por causa de "politicagem". 

No entanto, a Organização Mundial da Saúde (OMS) já concluiu que a hidroxicloroquina não funciona no tratamento contra a Covid-19 e ainda alertou ainda que seu uso indiscriminado pode causar efeitos adversos.

Ditadura Militar

Também em junho de 2020, Guito usou as redes para falar sobre política e criticar a ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

O ator se demonstrou contra a criação da Comissão Nacional da Verdade. Ele respondeu uma publicação do ex-ministro Aldo Rebelo (PDT), afirmando que a comissão buscava "apagar a verdade em relação à ditadura militar.

A Comissão Nacional da Verdade foi criada para investigar os crimes cometidos durante a ditadura e ajudar na busca por desaparecidos. Depois de ser procurado pelo portal Splash para comentar o caso, o ator excluiu este tweet da sua conta.

 .

Imagem / Reprodução
Guito criticou Comissão da Verdade - Imagem / Reprodução

Comentários

Mais Lidas