A Mulher da Casa Abandonada

MULHER DA CASA ABANDONADA: Revelado que Renê Bonetti recebe R$ 1 milhão de salário; veja detalhes sobre vida de marido de Margarida Bonetti

Renê Bonetti e Margarida Bonetti escravizaram brasileira por duas décadas nos Estados Unidos; Atualmente, engenheiro é diretor de empresa que presta serviços para a NASA

Gabriel dos Santos
Gabriel dos Santos
Publicado em 18/07/2022 às 11:41 | Atualizado em 18/07/2022 às 11:44
Notícia
Reprodução/TV Globo
Renê Bonetti foi condenado por escravizar uma empregada doméstica nos Estados Unidos - FOTO: Reprodução/TV Globo
Leitura:

O homem que manteve uma brasileira escravizada nos Estados Unidos vive, hoje em dia, uma vida de luxo. Renê Bonetti, marido de Margarida Bonetti, trabalha uma empresa que paga para ele R$ 1 milhão de salário por ano. 

Renê Bonetti, hoje com mais de 70 anos de idade, é um dos principais personagens do podcast A Mulher da Casa Abandonada. De acordo com a investigação do jornal Folha de São Paulo, o engenheiro é diretor da North-rop Grumman Innovation Systems, uma empresa que presta serviços ao serviço espacial norte-americano, a NASA. 

Na empresa, Bonetti tem um cargo importante. São dele as ordens sobre as principais informações que são enviadas do planeta Terra a foguetes e satélites. 

.

Nos comunicados oficiais, a empresa se apresenta com aquela que "resolve os problemas mais difíceis no espaço, aeronáutica, defesa e ciberespaço para atender as necessidades em constante evolução de nossos clientes em todo o mundo".

PATRIMÔNIO DE RENÊ BONETTI 

De acordo com o UOL, a Folha de São Paulo apurou que Renê Bonetti tem ao menos três imóveis nos Estados Unidos. Um deles foi adquirido em 2013 pelo valor de US$ 230 mil. 

PARTICIPAÇÃO DE RENÊ BONETTI NO CASO DA MULHER DA CASA ABANDONADA

Renê e Margarida Bonetti se mudaram para os Estados Unidos em 1979, levando com eles uma empregada doméstica brasileira. Nos EUA, eles deixaram de pagar o salário da vítima e a escravizaram. 

Ele foi julgado e condenado a 6 anos e meio de prisão pelos crimes de manter empregada doméstica em regime análogo à escravidão; ter conspirado junto com Margarida para manter uma imigrante ilegal nos EUA; e ter submetido a empregada a maus tratos.

Não há relatos sobre a última vez que Renê Bonetti e Margarida Bonetti conversaram. O que se sabe é que a mãe de Margarida chegou a viajar aos Estados Unidos para depôr em favor do genro, o que indica que a "mulher da casa abandonada" ainda apoiava o marido. 

O último episódio do podcast será lançado na próxima quarta-feira (20 de julho). 

Comentários

Mais Lidas