CELEBRIDADES

Emilia Clarke revela que "parte do cérebro não funciona" após sofrer com dois aneurismas. Saiba mais

Após dois aneurismas, Emilia Clarke revela que "parte do cérebro não funciona". Entenda

Gabriella Zilma
Gabriella Zilma
Publicado em 18/07/2022 às 13:32
Notícia
BONEQUINHA DE LUXO Emilia Clarke ganhou o papel de Holly Golightly na Broadway, eternizado no cinema por Audrey Hepburn
BONEQUINHA DE LUXO Emilia Clarke ganhou o papel de Holly Golightly na Broadway, eternizado no cinema por Audrey Hepburn
Leitura:

A atriz Emilia Clarke, de 35 anos, além de fazer muito sucesso com famosos filmes de romance, ficou bem conhecida após protagonizar na série Game of Thrones.

A atriz foi vítima de dois aneurismas entre 2011 e 2013 e relatou que teve sorte por ainda está viva e conseguir falar.

.

Entretanto, a artista declarou que tem uma parte do seu cérebro que "não existe mais" e falou sobre a sorte de poder continuar fazendo seu trabalho.

"Foi apenas a dor mais excruciante, vômitos enormes, tentando recuperar a consciência. Fiquei dizendo falas minhas da série ('Game of Thrones') na cabeça. Se você está vomitando e tem dor de cabeça, isso não é bom para o seu cérebro. Eu tinha 22 anos (quando teve o primeiro aneurisma), mas foi útil ter 'Game of Thrones' para me varrer e me dar esse propósito", comentou a atriz em entrevista para o "Sunday Morning BBC" de ontem.

Bem recuperada, Emilia ainda afirmou que os aneurismas afetaram sua vida de forma permanente.

"Tem uma quantidade de meu cérebro que não é mais utilizável, e é notável que eu seja capaz de falar, às vezes de forma articulada, e viver minha vida completamente normal, sem absolutamente nenhuma repercussão. Estou na minoria muito, muito, muito pequena de pessoas que podem sobreviver a isso", revelou.

Clarke admitiu que ficou surpresa com o quão extraordinário o corpo humano é após ver os resultados dos exames.

"Realmente falta um pouco (do cérebro), o que sempre me faz rir! Porque em casos de derrames, basicamente, assim que qualquer parte do seu cérebro não recebe sangue por um segundo, ele desaparece. Isso meio que mostra o quão pouco de nossos cérebros realmente usamos", conclui.

No ano de 2019, a atriz de 35 anos fundou a instituição de caridade SameYou para pessoas que sofrem lesões cerebrais, assim como ela, e se concentra em sua própria recuperação emocional e mental.

Já em 2020, recebeu o prêmio Public Leadership in Neyrology da American Brain Foundation, por sua dedicação na conscientização sobre neuro-reabilitação.

CONFIRA:

Comentários

Mais Lidas