Eleição

ELEIÇÕES 2022: Globo muda estratégia de cobertura por questões de segurança. Entenda

A emissora teme a polarização no meio político

Clara Fernandes
Clara Fernandes
Publicado em 03/08/2022 às 14:28
Notícia
Reprodução
William Bonner, editor-chefe do 'Jornal Nacional' - FOTO: Reprodução
Leitura:

A quantidade de casos de violência envolvendo os jornalistas durante entradas ao vivo só aumenta e a Globo decidiu que não pode ignorar a situação.

Devido a esse quadro, a emissora resolveu mudar os seus protocolos de cobertura da eleição. Neste ano os "carrapatos", repórteres que seguem os candidatos diariamente, não serão escalados pela primeira vez.

.

De acordo com o Notícias da TV, o diretor de jornalismo da Globo, Ali Kamel, foi o responsável pela decisão. As filiadas foram recentemente comunicadas sobre a mudança. Já a cobertura da campanha para governadores será ponderada dependendo do "clima" de cada estado.

Em relação aos políticos vinculados ao Presidente Jair Bolsonaro - grande parte dos responsáveis pelos ataques aos jornalistas - a recomendação é que os repórteres os acompanhem à paisana, como já tem sido feito em convenções no Norte e Nordeste.

 

Comentários

Mais Lidas