Jô Soares

Cinegrafista do ‘Encontro’ quebra protocolo e se desespera ao vivo com morte de Jô Soares

O funcionário da Globo fez parte da equipe de Jô

Clara Fernandes
Clara Fernandes
Publicado em 05/08/2022 às 16:42
Notícia
Reprodução/Globo
Manoel Soares e o cinegrafista Valdir Cruz, emocionado com a morte de Jô Soares. - FOTO: Reprodução/Globo
Leitura:

Nesta sexta-feira (05), durante o “Encontro”, o cinegrafista do programa, Valdir Cruz, emocionou o estúdio e os telespectadores ao cair no choro com a notícia da morte de Jô Soares.

O funcionário de emissora é conhecido como Seu Madruga, apelido que o próprio Jô Soares criou para ele. Manoel Soares o chamou ao palco, onde o cinegrafista não se aguentou de emoção.

"O Jô, em certo momento da gravação, entrou como ele entrava, alegrando a plateia, cumprimentando todos os funcionários, que ele respeitava demais os funcionários que participavam da equipe dele", disse.

.

"Num certo momento, ele falou assim: 'Olha, gente, o Silvio Santos liberou, está aqui com a gente o Seu Madruga'. Daquele momento em diante, o Valdir Cruz ganhou o codinome Seu Madruga graças ao Jô Soares, que fez essa brincadeira”, contou ele.

"Eu agradeço muito a ele, que ele descanse em paz. Ele deixou muitos ensinamentos. Nós, profissionais que participamos da equipe dele, temos o maior orgulho de falar assim: foi uma equipe nota mil”, finalizou emocionado.

Em entrevista ao SBT, Jô Soares relembrou início do 'Jô Onze e Meia

Comentários

Mais Lidas