Gilberto brilha em estreia, e o Sport vence a Portuguesa por 2 a 1


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 15/07/2012 às 21:16
Leitura:
Do Blog do Torcedor Durante a semana, ele falou muito. Disse que veio à Ilha do Retiro para resolver. Chamou a responsabilidade para si. E não decepcionou. O atacante Gilberto, que já comemorou título pernambucano marando gol na final contra o Sport, resolveu a favor do Leão neste domingo, dia de sua estreia em sua nova casa, ao dar uma assistência para Henrique e marcar o segundo gol na vitória de 2 a 1 sobre a Portuguesa. Ele também teve um gol anulado de forma duvidosa, no fim do primeiro tempo. O resultado apertado reflete bem a partida. O time paulista deu muito trabalho com os alas Luís Ricardo e Marcelo Cordeiro, bem como nas bolas paradas, e o goleiro Magrão fez defesas difíceis, ajudando a garantir a vitória. Só não evitou o lindo gol de Moisés, pouco depois de os rubro-negros terem aberto vantagem de 2 a 0. Com os três pontos, o Leão chega aos 12 e sobe para a 11ª colocação, ultrapassando o Náutico (12º, com 10), enquanto os paulistas ficam na 15ª colocação. O JOGO A Portuguesa não veio disposta a jogar na retranca. Começou com mais posse de bola e segurança na defesa, evitando a aproximação dos jogadores de ataque do Sport, que não forçavam o erro dos defensores na saída de jogo. Cauteloso, com três volantes no meio de campo, o Sport teve sua primeira boa jogada ofensiva justamente em um contragolpe. Henrique foi lançado pela esquerda, cruzou para o centro da área, e Marquinhos Gabriel mandou de primeira por cima do gol. A Portuguesa assustou quando com Ricardo de Jesus recolheu uma bola rebatida perto da meia-lua da área rubro-negra e bateu para fora. O Sport pecava por não pressionar a saída de bola dos zagueiros do time adversário. Quando resolveu ir mais para a frente, passou a levar mais perigo. Henrique aproveitou uma bola mal afastada pela defesa da Lusa para soltar uma bomba, que desviou em um dos zagueiros adversários e pegou o goleiro Dida no contrapé, abrindo o placar, aos 15 minutos. O gol não mudou tanto o panorama da partida. A equipe do Sport seguia atenta na marcação na faixa central, e a Portuguesa tinha dificuldade de penetração. Aos 21 minutos, no entanto, o lateral-direito Luís Ricardo fez um bom cruzamento de longa distância, e Ananias cabeceou muito perto da trave esquerda da meta rubro-negra. Só a partir dos 32 a Portuguesa passou a apertar. Foi quando Moisés mandou uma bomba de fora da área e Magrão fez uma ótima defesa. Pouco depois, Luís Ricardo mandou cruzamento perigoso da direita. Ricardo de Jesus e Edcarlos se atiraram para chegar à bola, mas ninguém conseguiu. O atacante luso pediu pênalti. A jogada seguiu, e Marcelo Cordeiro cruzou. A defesa leonina mandou para escanteio. Aos 37, após novo cruzamento de Luís Ricardo, Ananias mandou de voleio para fora, sem perigo. O Sport esperava encaixar um contra-ataque fatal e conseguiu. Aos 41, Gilberto recebeu nas costas da defesa uma bola enfiada por Marquinhos Gabriel e mandou uma bomba no ângulo, balançando as redes. Mas a arbitragem invalidou, alegando impedimento. Lance duvidoso, os jogadores pareciam estar na mesma linha. SEGUNDO TEMPO O Sport foi para cima no primeiro minuto e chegou perto de ampliar. Cicinho recebeu de Marquinhos Gabriel e cruzou, a bola atravessou a pequena área e o lateral-esquerdo Reinaldo furou na tentativa do chute. A Portuguesa seguia insistindo em jogadas com os alas, e o Sport, com dificuldade para conter, sobretudo do lado esquerdo da defesa. Luís Ricardo ganhavam todas sobre o lateral Reinaldo, que destoava dos companheiros. As bolas paradas passaram a atormentar a defesa do Sport, sempre com Marcelo Cordeiro cobrando. Aos sete, Magrão defendeu um cabeceio de Lima. Lance difícil. Aos 11 minutos, Magrão defendeu bom cabeceio de Moisés, após nova cobrança. Mas o Leão não fez por menos. Em contra-ataque bem trabalhado, Henrique passou para Gilberto, que serviu Marquinhos Gabriel, cara a cara com Dida. Marquinhos tentou colocar no cantinho, mas o goleiro ex-seleção brasileira pegou, em boa defesa. Além de distribuir bem a bola, Gilberto queria deixar a sua marca no placar. Aos 19, Gilberto recebeu um passe cruzado de Cicinho, girou e bateu rapidamente, para fora. O técnico Geninho promoveu a entrada do volante Ferdinando na vaga do zagueiro Gustavo, passando ao 4-4-2, e trocou os centrovantes: Diego Viana substituiu Ricardo de Jesus. Mas quem chegou lá foi o Sport. Cicinho recebeu ótimo passe na ponta direita e chutou cruzado, com força. Dida espalmou, mas Gilberto estava lá para mandar para o fundo das redes, ampliando. Mal deu tempo dos rubro-negros comemorarem. Após cobrança de escanteio, Moisés acertou um lindo chute no ângulo , à esquerda de Magrão, diminuindo para 2 a 1. A Portuguesa batalhou em busca do empate, mas a defesa rubro-negra rebatia quase todas as bolas. Diego Viana ainda aproveitou uma bobeira e mandou um cabeceio por cima do gol. E o Leão respondeu com alguns contra-ataques e um chute de Gilsinho que passou perto da trave esquerda. Aos 47 minutos, Dida salvou um chute de Roberson. Último lance da vitória do Sport, que devolve a tranquilidade à Ilha do Retiro.

Mais Lidas