COPA AMÉRICA

Anfitriões vencem jogo e seguem em direção às semifinais


Em partida difícil, Chile faz um único gol no segundo tempo

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 24/06/2015 às 22:41
Leitura:

Os anfitriões enfrentaram os atuais campeões na noite desta quarta-feira (24), no Estádio Nacional, em Santiago. O jogo é o primeiro das quartas de final da Copa América. O dono da casa, líder do grupo A na fase inicial, disputava vaga nas semifinais com a seleção de Tabárez e Pepe Mujica, que saiu classificada pelo grupo B. E o resultado de 1 a 0 favoreceu o Chile, que vai jogar contra o vencedor desta quinta-feira (25) no dia 29 de junho.

O primeiro tempo começou com forte marcação por parte do Chile, mas os adversários se defenderam bem, seguraram a pressão e apostaram na bola aérea. Já os chilenos mantiveram maior posse de bola até o apito do juiz determinar o início do intervalo e quase fizeram gol em alguns momentos. Esses 45 minutos iniciais da partida também foram marcados pelo jogo duro. Foram dois cartões amarelos para cada equipe e ainda houve confusão envolvendo o goleiro e um zagueiro do Uruguai, além do atacante chileno Vargas, aos 21 minutos. Após um longo lançamento, o zagueiro Giménez fazia a proteção para Muslera agarrar a bola. Vargas tentou dividir e chocou o pé com o goleiro. Depois do lance, jogadores dos dois lados brigaram, e o árbitro brasileiro Sandro Meira Ricci precisou acalmá-los.

No segundo tempo, o confronto continuou bastante tenso. Aos 17 minutos, o atacante uruguaio Cavani levou o segundo cartão amarelo e foi expulso por ter dado um tapa no lateral Jara. Aos 31, um lance perigoso do meia Cristian Rodríguez deixou toda a nação governada por Bachelet em um segundo de silêncio apreensivo. Por sorte, a bola passou por cima da barra. Por sua vez, os futebolistas chilenos não se abalaram e responderam com um tento quatro minutos depois. O goleiro Muslera cortou o cruzamento do lateral esquerdo Mena, do Chile, e a bola sobrou para o seu colega Valdivia. O meio-campista tocou para o meia Isla, que chutou rasteiro e abriu o placar. Aos 43, mais uma confusão. Sandro Meira Ricci ia aplicar o segundo amarelo contra o uruguaio Fucile por causa de uma falta. Os membros do time cercaram o trio de arbitragem, mas não teve jeito. O lateral recebeu o cartão e saiu expulso.

Ouça o gol na narração de Aroldo Costa:


Mais Lidas