COPA AMÉRICA

Chile vence Argentina nos pênaltis e leva primeira taça em 43 edições da Copa América


Nas cobranças de pênalti, Gonzalo Higuaín e Ever Banega desperdiçaram duas chances e acabaram com as chances da Argentina.

Da Rádio Jornal, com informações do site oficial
Da Rádio Jornal, com informações do site oficial
Publicado em 04/07/2015 às 20:55
Leitura:
Foto: reprodução/site oficial da Copa América


Os 90 minutos do primeiro tempo da final da Copa América não foram suficientes para Chile e Argentina decidirem quem seria o campeão da edição 2015. Foi assim que o Estádio Nacional, que fica em Santiago, viu chegar a prorrogação de 30 minutos antes da disputa ir aos pênaltis. No final, La Roja, a seleção anfitriã, saiu campeã. Ouça os gols na narração de Aroldo Costa:

O Chile venceu a disputa de pênaltis com a Argentina quando marcou seu 4º gol, já que a seleção dos Hermanos desperdiçou duas das três tentativas. É a primeira vez na história que a Roja conquista o título continental. Antes disso, a Seleção havia sido vice-campeã em 1955, 1956, 1979 e 1987.

O JOGO

Os goleiros da Roja e da Albiceleste foram os grandes responsáveis pelas duas horas de jogo disputadas. Tanto o Chile quanto a Argentina tiveram boas chances de gols, mas Claudio Bravo e Sergio Romero defenderam as finalizações com maestria.

Enquanto o argentino fez uma defesa impressionante em finalização de Arturo Vidal, o chileno conseguiu impedir conclusões de Di María e Lavezzi. As chances mais perigosas foram da equipe de Gerardo Martino, embora os comandados de Jorge Sampaoli tenham finalizado mais.

No segundo tempo, o Chile criou as melhores oportunidades, chegando com frequência ao campo adversário. Enquanto isso, a Argentina saiu em contragolpes, mas não foi tão eficiente.

Na prorrogação, a Roja se manteve em cima do adversário. Henríquez, substituto de Vargas, Alexis Sánchez e Arturo Vidal foram as grandes estrelas nos 15 minutos iniciais, mas não tiveram êxito. Nos 15 minutos finais, o cansaço foi maior que o esforço e a rodada terminou empatada novamente.

Nas cobranças de pênalti, Gonzalo Higuaín e Ever Banega desperdiçaram duas chances e acabaram com as chances da Argentina. O Chile teve 100% de aproveitamento e sagrou-se campeão da Copa América pela primeira vez na história.


Mais Lidas