Tricolor

Santa Cruz se prepara desde ontem para o jogo contra o Mogi Mirim


O técnico Marcelo Martelotte tem a intenção de repetir a escalação do time que jogou contra o Botafogo

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 10/08/2015 às 9:39
Leitura:

E os jogadores do Santa Cruz já retornaram aos trabalhos ontem (9) pela manhã no José do Rego Maciel. O técnico Marcelo Martelotte hoje (10) à tarde já vai comandar a última atividade para o jogo contra o Mogi Mirin amanhã no José do Rego Maciel. É outro jogo importante para o Santa que continua nessa luta para encostar no G4.

O time do Santa Cruz com uma vitória no último sábado (8) contra a equipe do Botafogo, no dia em que tudo deu certo, Grafite fez gol, estádio lotado, Santa Cruz venceu e pulou para a 8ª colocação, estava na 12ª colocação no início da rodada, pulou para a 8ª colocação com 25 pontos, e está a 5 pontos do G4.

Essa tabela de classificação pode ficar amiga do Santa se ele for vencendo. Dependendo de resultados, essa diferença pode ir diminuindo até o Santa Cruz conseguir chegar até o grupo dos primeiros colocados.

Para o jogo de amanhã contra o Mogi Mirim, o técnico Marcelo Martelotte tem a intenção de repetir a escalação do Santa Cruz, mas isso só vai acontecer se nenhum jogador reclamar de questões físicas, dores musculares, já que o Santa vive uma tabela apertada em relação a número de jogos nesta série B de campeonato nacional. Santa Cruz no jogo de amanhã vai tentar manter uma sequência muito boa, neste Santa Cruz da era Marcelo Martelotte. Dos últimos 5 jogos dentro de casa, o Santa venceu os 5.

Amanhã é a hora de a torcida mais uma vez chegar junto, acompanhar esse time no José do Rego Maciel, para que o Santa continue tendo esse apoio da galera e rendendo dentro de campo. "Num primeiro momento para a nossa reação dentro do campeonato foi fundamental. A gente vinha com dificuldade de vencer em casa e passamos a partir de 5 vitórias consecutivas a ter uma pontuação bem melhor, a ter uma colocação bem melhor, então, com certeza, a presença do torcedor, o fator casa, o fato de estarmos acostumados a trabalhar aqui, a treinar aqui, e jogarmos aqui com uma certa frequencia faz com que a gente leve alguma vantagem, mas é lógico que você precisa usar isso de uma maneira positiva e a gente espera mais a frente bater esse recorde novamente e ter agora daqui para a frente uma média maior, uma presença maciça do torcedor, pra que a gente possa ter junto com o nosso torcedor, junto com a participação que a gente conhece da torcida do Santa Cruz, ter uma união mais forte, um time com uma qualidade melhor aqui dentro de casa, e eu espero que já na terça-feira tenhamos já uma frequencia melhor, e que a gente possa ter novamente o apoio desta torcida que é fantástica" destacou o técnico.

Andrei da Silva e Silva do Pará apitam o jogo. Também do Pará, os auxiliares Eronildo Freitas da Silva e Élcio Araújo Neves.



Mais Lidas