ELIMINATÓRIAS

Brasil vence a Venezuela por 3 a 1 em Fortaleza


Seleção verde-amarela só volta a jogar em novembro contra a Argentina, em Buenos Aires

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 14/10/2015 às 0:06
Leitura:
Foto: CBF

Apresentando um desempenho melhor e enfrentando um adversário mais fraco que no jogo anterior, o Brasil venceu a Venezuela por 3 a 1 na noite desta terça-feira (13), na Arena Castelão, em Fortaleza. Após a derrota para o Chile na última quinta-feira (8), o resultado positivo traz um pouco de alívio para o brasileiro, que vai esperar um mês para torcer de novo. Só no dia 13 de novembro a seleção encara a Argentina em Buenos Aires.

O placar foi aberto antes mesmo de se completar o primeiro minuto. Com apenas 36 segundos de partida, o meia Willian recebeu passe do volante Luiz Gustavo e marcou. A bola ainda passou raspando na mão do goleiro Baroja, que não conseguiu evitar. Nos lances seguintes, o grupo venezuelano tentou avançar sem muito sucesso, e a equipe verde-amarela falhou em algumas finalizações. Mas, aos 41 minutos, veio mais um tento para aumentar a diferença. Inspirado, o lateral Felipe Luís driblou dois jogadores e cruzou para Willian, que corria pela direita e chutou forte, fechando o primeiro tempo com um golaço.

No segundo tempo, o panorama não mudou muito. Os atletas comandados pelo técnico Dunga perderam boas chances de ampliar, assim como o time de Noel Sanvicente procurava uma brecha para diminuir. Aos 16, o meia Oscar ficou sozinho na frente da barra, mas hesitou demais em chutar e acabou desarmado. Três minutos depois, enfim, a reação venezuelana. O meia Chistian Santos pegou bola cruzada pelo colega Luis Seijas e mandou de cabeça. Dunga tirou Oscar e colocou Lucas Lima. No entanto, a diferença no placar não se manteve assim por muito tempo. Aos 28, o atacante Ricardo Oliveira, sozinho na pequena área, cabeceou para balançar a rede adversária. Aos 35, o centroavante foi substituído por Hulk e saiu aplaudido pela torcida.

Ouça os gols narrados por Aroldo Costa, o Maior Gol do Mundo:


Mais Lidas