VITÓRIA MERECIDA

Após início tenso e 10 anos de espera, Santa vence por 3 x 0 e sobe para a primeira divisão


Foram duros anos de espera, passando da segunda até a quarta divisão, para voltar à elite.

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 21/11/2015 às 18:28
Leitura:
Pode comemorar, tricolor, o Santa agora é primeira divisão. Foto: Divulgação/FPF


O dia chegou. Foi uma longa e penosa década. Dez anos de aprendizado que agora devolvem ao Santa Cruz a possibilidade do acesso à primeira divisão do futebol brasileiro. Após um primeiro tempo truncado e que gerou desconfianças na partida, o Santa tomou fôlego bateu o Mogi Mirim por 2x0 e está classificado para a Série A do Campeonato Brasileiro de 2016, com uma rodada de antecedência.

A partida no estádio Novelli Júnior, em Itu (SP), começou com o clima tenso e marcado pelo nervosismo. O time pernambucano estava em um compasso diferente dos últimos jogos, em especial se comparado com a vitória de 3x0 em cima do líder Botafogo na semana anterior. Com lances desperdiçados e jogadas erradas, o Santa teve que segurar diante das ameaças do Mogi, que estava muito mais combativo do que em outras ocasiões.

Torcida tricolor faz a festa em São Paulo. Foto: JC Imagem

Após um confronto truncado o resultado do primeiro tempo retratou o desempenho dos dois clubes: 0x0. O Santa vai para o intervalo com a pressão de só depender de si mesmo para subir para a primeira divisão. Diante do lanterna, precisa fazer mais e fez. No segundo tempo a história mudou.

Logo nos primeiros segundos de jogo, o time treinado por Marcelo Martelotte foi mais ofensivo e partiu para cima da equipe paulista. Aos 8 minutos, quase sai o gol com lance perigoso de Luisinho. Minutos depois, o grito de pênalti ecoava no Recife. Anderson Rosa, do Mogi, dá uam entrada pesada em Alemão e leva cartão amarelo. Daniel Costa marca e não perdoa: 1x0.

Depois de desencantar, o Santa não parou mais: marca com Bruno Moraes aos 13 minutos do segundo tempo. O Santa Cruz passa a dominar a partida de ponta a ponta e ainda aumenta a diferença com gol de Bileu aos 32 minutos do segundo tempo. Ouça os gols:

Festa completa. Dois mais de 1.400 tricolores que acompanharam o jogo em São Paulo e da multidão espalhada por Pernambuco. Com o resultado de 3x0 o Santa Cruz chega aos 64 pontos e sobe para a terceira posição. A uma rodada do final, não pode ser mais alcançado e está na cola do Vitória, que também venceu a Luverdense por 3x0 e está em segundo lugar com 66 pontos. O próximo desafio do Santa Cruz será justamente contra o Vitória em um duelo pelo vice-campeonato da Série B de 2015.

A SAGA TRICOLOR

Um dos clubes mais populares do país, o Santa Cruz viveu no início dos anos 2000 uma verdadeira montanha russa de emoções. Há exatamente uma década, em um mês de novembro, subia para a primeira divisão do Campeonato Brasileiro. O acesso resultaria em queda para a série no ano seguinte, em 2006. A partir daí o movimento seria de declínio.

Em 2007, o Santa tem uma campanha dramática e cai, pela primeira vez em sua história, para a terceira divisão. O pesadelo fica ainda maior em 2008, quando o Santa cai da Série C para a Série D. A quarta divisão seria o fundo do poço para o time do Arruda. E nesse limbo o tricolor se manteria em 2009, 2010 e 2011, ano em que foi vice-campeão da Série D e subiria para a terceira posição. Em 2013, mais um acesso: o Santa Cruz é campeão da Série C, primeiro título nacional de sua história. Até que chega 2015 e conduz o "Santinha" para a elite do futebol.


Mais Lidas