ENTREVISTA

Presidente da Federação Pernambucana de Futebol considera que divisão cotas é justa


Evandro Carvalho explicou de onde vem a disparidade nos valores e falou sobre o processo de divisão

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 28/12/2015 às 9:15
Leitura:
Foto: Wladmir Paulino/Portal NE10

Em entrevista à Rádio Jornal, o presidente da Federação Pernambucana de Futebol, Evandro Carvalho, falou sobre a divisão de cotas dos direitos de transmissão dos jogos do Campeonato Brasileiro de 2016. Este é um dos assuntos mais polêmicos dos debates sobre futebol, já que muitos consideram injusta a disparidade entre os valores.

Para Evandro, o formato é justo. Segundo ele, as cotas de transmissão do Campeonato Brasileiro vêm de dois perfis de mercado: o primeiro é um valor fixo, oriundo dos patrocinadores da emissora. “A diferença é o pay-per-view. Eles formam uma Sociedade de Propósito Específico (SPE) e de acordo com o seu quantitativo de receptores, você é beneficiado”, explicou.

Evandro conta que, no ano passado, quando o Sport voltou à Primeira Divisão, a pontuação do clube nos pacotes era inferior a 1. “Hoje passou de dois e o projeto é chegar a quatro. O Santa Cruz vai precisar de um trabalho grande em cima da torcida para que formalize os pacotes”, completou.

Ouça abaixo a entrevista completa:


Mais Lidas