ESPORTES

Em nota, Dal Pozzo diz estar decepcionado com diretoria alvirrubra


O ex-técnico do Náutico, Gilmar Dal Pozzo, lançou nota oficial sobre a saída do clube, veja na íntegra

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 28/04/2016 às 16:21
Leitura:
Foto: JC Imagem

O novo técnico do Náutico, Alexandre Gallo, chegou na tarde dessa quarta-feira (27), no Aeroporto dos Guararapes. Ele vai ser apresentado pela diretoria alvirrubra logo mais no CT Wilson Campos, na Guabiraba. O elenco sofrerá uma reformulação, já existem dois pré-contratos com alguns atletas, é o caso do meia Mivhel Schmöller e o zagueiro Renato Silva. Outro jogador que pode fazer parte do elenco é Edmilson Santos do Red Bull Brasil. As contratações vão ser avaliadas pelo comandante, Alexandre Gallo.


O diretor de futebol do clube, Emerson Barbosa, teve que mudar o orçamento do Náutico para contratar o novo técnico. “Desde início do ano, a tônica da nossa gestão é de responsabilidade com o orçamento clube. Tivemos que fazer uma reengenharia financeira para poder finalizar a contratação do Gallo e da comissão,” disse.


O ex-técnico do Náutico, Gilmar Dal Pozzo, lançou uma nota oficial sobre a saída do clube, veja na íntegra:

NOTA OFICIAL

Em primeiro lugar quero através deste texto agradecer. E faço isso independente da decisão tomada nesta terça-feira (27), porque ao longo destes quase oito meses, sempre mantive uma postura discreta e profissional com todos os que estão envolvidos com o Clube Náutico Capibaribe. E, justamente por isso, exponho o muito obrigado aos cerca de 70% que defenderam o trabalho da minha comissão técnica, percebendo que o futebol além do planejamento é sequência e não estávamos no caminho errado, principalmente dentro da perspectiva traçada para o retorno à elite nacional. Foi uma campanha positiva, com números concretos, que credenciavam almejar o acesso nesta temporada. Em 2015, somente dois pontos separaram o Clube do quarto colocado no Campeonato Brasileiro da Série B, tendo buscado esta situação em meio à competição. Este ano, liderança mantida durante todo o Campeonato Pernambucano, com margem de pontos e percentual amplo. Ao todo, foram 28 jogos, com 15 vitórias, 7 empates e 6 derrotas, aproveitamento de 61,90%.

Deixo minha consideração às diretorias, tanto a anterior, mencionando o senhor Diógenes Braga, que me ligou e convidou para assumir o time, bem como a atual, na figura do presidente Marcos Freitas, estendendo à toda sua equipe, pela manutenção e confiança dada, sendo a situação e a oposição na eleição que ocorreu.

Dito isso, saliento que em nenhum momento tive a intenção de deixar Recife e lamento a decisão, que decepciona por conta do que foi tratado anteriormente. Não se pode carregar um fardo do passado, mas entende-se a passionalidade envolvida. Saibam que cada atleta está imbuído da missão de resgatar a agremiação que é forte e merece retomar as conquistas, como projetado, inclusive nestes compromissos contra o Salgueiro, a fim de ter um calendário maior em 2017, com retorno à Copa do Nordeste. Somente o Náutico venceu as duas partidas contra este adversário na competição, algo que não acontecia dentre os chamados grandes há algum tempo. Fica meu carinho e respeito aos funcionários, atletas que compreenderam a metodologia e abraçaram a ideia, todos os demais membros alvirrubros. Saio em paz, de cabeça erguida e com a certeza de que pela porta da frente, porque o convívio foi salutar, tanto com imprensa, como no dia a dia da entidade.

Um grande abraço,
Gilmar Dal Pozzo.

Outros detalhes na matéria do repórter Leonardo Boris:


Mais Lidas