FESTA TRICOLOR

Primeiro troféu do Santa Cruz no Nordestão leva torcida ao delírio

Alguns tricolores percorreram os 190 km até Campina Grande para ver o time levar o título. Outros, deixaram a piscina do Arruda pequena para tanta alegria durante a comemoração

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 02/05/2016 às 8:06
Leitura:
Foto: Diego Nigro/JC Imagem


O Santa Cruz consagrou-se campeão da Copa do Nordeste pela primeira vez no último domingo (1º), em um jogo de fortes emoções que mexeu com os sentimentos do torcedor pernambucano. Quase 20 mil pessoas compareceram ao Estádio do Amigão, em Campina Grande, para conferir a partida entre a Cobra Coral e o Campinense.

Aos 25 minutos do segundo tempo, Rodrigão começou abrindo o placar para o time da casa. Mas a vantagem do Campinense durou pouco: aos 34', o camisa 7 tricolor, Arthur, empatou e virou o Homem do Título. Como um simples empate era tudo que o time precisava para levar o campeonato, o resultado de 1 x 1 foi mais que suficiente e garantiu, além do prêmio, as vagas nas Copas Sul-Americanas de 2016 e 2017 para o Santinha. Arthur, autor do gol do título, estava emocionado:



Para chegar onde chegou, o Santa teve uma caminhada difícil no campeonato, perdendo em casa para o Bahia logo na estréia. A classificação para a segunda fase foi suada, mas, com a chegada do técnico Milton Mendes, o time respirou novos ares e experimentou uma sequência de bons resultados. Foram sete vitórias, três empates e apenas duas derrotas, com 16 gols pró e nove contra. Milton Mendes abriu o coração depois do jogo:



O presidente do Santa Cruz, Alírio Moraes, também comemorou:



Dos 20 mil torcedores assistindo à vitória pernambucana ontem, 7 mil eram tricolores, que percorreram os 190 km de distância até Campina Grande para ver a conquista do título ao lado do time. Os que ficaram no Recife tiveram a opção de comemorar no Arruda e esperaram ansiosamente a abertura dos portões ao fim da partida. O Estádio José do Rego Maciel ficou lotado e recebeu o tradicional banho de piscina na sede do Santinha. Confira na reportagem de Renata Andrade:



Deslumbrado, o Santa segue em Campina Grande e tem trabalho regenerativo nesta manhã, voltando ao Recife de ônibus depois do almoço. Na próxima terça (3) trabalha durante a tarde no Arruda. Já na quarta-feira (4), o tricolor tem outra decisão: enfrentar o Sport na final do Campeonato Pernambucano no jogo da ida, às 21h45, no Arruda. A expectativa é de que muita gente compareça, já que o torcedor está inflamado pelo título no Nordestão. No Bola de Primeira de José Silvério, confira entrevistas com Uillian Correia e o preparador físico Flávio Trevisan.

Mais Lidas