PERNAMBUCANO 2016

Diretoria do Sport condena arbitragem do jogo contra o Santa Cruz

Presidente João Humberto Martorelli, em depoimento inflamado, classifica atuação do juíz como "catastrófica" e anuncia rompimento com a Federação Pernambucana de Futebol (FPF)

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 05/05/2016 às 10:38
Leitura:
Foto: Reprodução


O Sport perdeu para o Santa Cruz a primeira partida da final do Campeonato Pernambucano na noite da última quarta (4), por 1 x 0. Os dois vão se enfrentar novamente no domingo (8), às 16h, na Ilha do Retiro. O Leão precisa de uma vitória por dois gols de diferença para levar o título. Qualquer vitória por um gol leva a disputa para os pênaltis.

Os jogadores vão ter reapresentação na tarde desta quinta (5) e treinam amanhã à tarde e no sábado (7), pela manhã. Em sua estréia, o técnico Oswaldo de Oliveira achou que o time começou bem a partida, mas a movimentação caiu e os jogadores perderam o ritmo. Confira a fala completa no Bola de Primeira de João Victor Amorim:



Inconformado com a arbitragem da partida, o presidente do time, João Humberto Martorelli, falou em "armação" no Campeonato Pernambucano. Em vários lances da partida, os rubro negros pareciam nervosos com o juíz Emerson Sobral, que foi, inclusive, alvo de protestos antes mesmo do jogo, com o Sport sugerindo outros nomes para apitar.

Martorelli chamou para si a responsabilidade de comentar a arbitragem, que classificou como "catastrófica". No discurso, o presidente afirma que o clube está sendo prejudicado nitidamente com a arbitragem local e comunica o rompimento do clube com a Federação Pernambucana de Futebol (FPF).

Mais Lidas