ESPORTES

Santa Cruz: da quarta divisão à moral na primeirona

Conhecido como o "Terror do Nordeste", clube tricolor em uma semana conquistou a Copa do Nordeste, o bi do Estadual e a estreia na Série A não podia ser melhor

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 23/05/2016 às 19:35
Leitura:
Foto: JC Imagem


Depois de seis anos, o Santa Cruz deixou para trás o sofrimento e as humilhações para colher glórias. Quem pensa que a trajetória foi fácil, se engana. Mas os torcedores já conhecem, tem que ser suado. O Santa, que chegou a ser o lanterna da quarta divisão do Brasileirão, hoje, vive um dos melhores momentos da história do clube. Uma peça chave desse ressurgimento da cobra coral é o torcedor. Ele viu o Santa sofrer três rebaixamentos seguidos, meia década sem títulos e o risco até de fechar as portas. Mas esteve perto, jamais abandonou ou desistiu.

» Especial dos 100 anos do Santa Cruz

Para recompensar todo o esforço da torcida que foi até às arquibancadas incentivar a equipe, o time lutou e retribuiu dentro de campo. Este ano, em uma semana, o Santa conquistou a Copa do Nordeste, contra o Campinense/PB, e o bi do Estadual em cima do Sport. Além disso, a estreia na Série A do Campeonato Brasileiro não podia ser melhor. Sob um sol escaldante, esquentou a chapa do Vitória no Arruda, ao fazer 4x1. Na segunda rodada, arrancou um empate em 2x2 contra o Fluminense, fora de casa. Esse último resultado valeu a liderança da competição para os corais.

Flashback

O torcedor do Tricolor não tem boas lembranças do ano de 2009, na 1ª edição da Série D, quando a cobra coral foi lanterna do campeonato no Grupo 4, que contava com CSA/AL, Central/PE e Sergipe/SE. Naquele mesmo ano, o Santa ficou em 3º lugar no Pernambucano, atrás dos rivais Sport e Náutico. Para quem acha que aquilo foi ruim, vale lembrar também que a campanha do Tricolor do Arruda em 2008 foi ainda pior, 7ª colocação no Estadual com 'direito' a disputar o Hexagonal do Rebaixamento.

A arrancada da volta por cima começou em 2011. Depois de cinco anos amargando rebaixamentos e sem conquistar títulos pernambucanos, Tricolor do Arruda levantou o 25º título estadual. Mas não parou por aí, o Santa finalmente deixou o inferno da Série D – como vice-campeão - tendo a maior média de público das quatro divisões do futebol nacional, levando quase 40.000 pessoas ao Arruda por jogo. Em 2012, ganhou mais um Estadual.

No ano seguinte, fechou o tri estadual (2011/2012/2013). Além disso, conquistou seu primeiro título nacional, a Série C, depois de uma vitória emocionante contra o Sampaio Corrêa, por 2x1, diante de um Arruda lotado. Em 2014, ano do centenário, o tão sonhado acesso a Série A foi adiado com a 9ª colocação na Série B.

Em 2015, depois de ser campeão alemão, artilheiro da Bundesliga e disputar a Copa do Mundo de 2010, o atacante Grafite voltou. Com propostas de pelo menos três clubes da Série A, o artilheiro voltou ao clube onde jogou entre 2001 e 2002. Era a peça que faltava para a arrancada rumo à elite. Marcou sete gols e conquistou o tão sonhado acesso.

2016

Neste ano, a boa fase continuou depois de um início vacilante no Pernambucano e na Copa do Nordeste. Depois da diretoria tricolor demitir o técnico Marcelo Martelotte, a vinda de Milton Mendes deu motivação, confiança e organização para os jogadores. A trajetória dele até o momento, é impressionante, são 14 jogos sob o comando do treinador sem uma derrota sequer, 71,42% de aproveitamento. Mas a filosofia do técnico é não se apegar aos números, ele sempre repete a frase nas entrevistas. “Excesso de passado é depressão. Excesso de futuro é ansiedade”, disse.

Confira os depoimentos colhidos pelo repórter João Victor Amorim com o lateral-esquerdo Tiago Costa e o volante Uillian Correia após a vitória contra o Fluminense:

No dia seguinte ao empate com o Flu em Volta Redonda, o lateral-direito Léo Moura, ex-flamengo, outro reforço que chegou ao Santa Cruz este ano, publicou foto em uma rede social da boa fase Tricolor:

Leo Moura com os jogadores do Santa no Rio. Foto: reprodução Instagram


Confira a classificação completa do Campeonato Brasileiro da Série A:

Mais Lidas