TRAGÉDIA

Velórios dos atletas Kempes e Cleber Santana ainda não foram definidos


O Ministério da Defesa Brasileiro aguarda uma posição do governo colombiano para trazer ao país os corpos em quatro aviões disponibilizados pela força aérea

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 29/11/2016 às 14:36
Leitura:
Foto: Reprodução


Ainda não há definições sobre data e local dos enterros e dos velórios dos dois pernambucanos mortos no acidente aéreo que vitimou 75 pessoas, entre jornalistas e delegação do time de futebol da Chapecoense, próximo a cidade de Medelín, na Colômbia. Os pernambucanos que morreram na queda do avião são os jogadores Everton Kempes, atacante, e Cleber Santana, meio campista e capitão do time de Chapecó, em Santa Catarina.

Confira os detalhes na reportagem de Clarissa Siqueira:

Cleber Santana tinha 35 anos, nasceu no Recife e começou a carreira no time do Sport. Jogou no São Paulo, Flamengo, com passagens ainda pelo Criciúma e Avaí.

No bairro de ouro preto, em Olinda, onde a família reside, o irmão de Cleber, Cleibson Santana, diz a mãe dos dois tinha esperança de que o filho fosse um dos seis sobreviventes do acidente aéreo.

Everton Kempes, tinha 31 anos e era natural da cidade de Carpina, na Zona da Mata Norte do Estado. Aos cinco anos de idade se mudou do município para morar no Rio de Janeiro, onde foi criado.

Os pais ainda residem na capital carioca e em Carpina apenas moram alguns poucos parentes. Os que o conheciam em Carpina, estão chocados e não quiseram falar com a imprensa. Em entrevista ao repórter João Victor Amorim, do Escrete de Ouro da Rádio Jornal, o atacante fala sobre as origens.

>> Em Carpina, família chora morte de Everson Kempes, da Chapecoense

Investigação

A polícia da cidade de Medelín, na Colômbia, ainda não divulgou detalhes sobre o acidente ou se a caixa preta do avião já foi encontrada. Os corpos das vítimas permanecem em Medelín. O Ministério da Defesa Brasileiro aguarda uma posição do governo colombiano para trazer ao país os corpos em quatro aviões disponibilizados pela força aérea. O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, divulgou uma nota de pesar, na qual afirma se solidarizar com as vítimas, principalmente os atletas pernambucanos.


Mais Lidas