SÉRIE B

Givanildo Oliveira não é mais o técnico do Náutico


O treinador do Náutico não aceitou a redução de 40% no valor do salário

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 02/12/2016 às 13:32
Leitura:
Foto: Alexandre Gondim/ JC Imagem


Givanildo Oliveira, que teve aproveitamento de 70% de desempenho no comado do Náutico, na reta final do Campeonato Brasileiro da Série B, não aceitou a redução de 40% do valor no salário que atualmente está em torno de R$100 mil, um valor acima do que a diretoria alvirrubra dispõe para a próxima temporada.

A diretoria do Náutico procura um novo técnico para o clube, pois daqui há um mês os jogadores se reapresentam e iniciam a pré-temporada para a campanha de 2017.

Confira os detalhes na reportagem de José Silvério:

Jogadores

O goleiro Júlio César não continuará mais no clube. Em muitos jogos, ele foi escolhido pelo Escrete de Ouro da Rádio Jornal, como o craque da partida. Já o zagueiro Rafael Pereira, também terminou o contrato, mas é um jogador que a diretoria pretende manter para o próximo ano.

Sobre a renovação do contrato, Rafael Pereira afirma que há dois meses foi procurado pela diretoria do Náutico, mas a conversa não evoluiu. “Depois que o campeonato terminou, não tive mais a procura de ninguém. Enquanto isso, meu agente vem negociando com outros clubes outras propostas. Tenho muita vontade, sim, de retornar ao Náutico. Tenho um carinho muito grande pela torcida e pelo clube”, revela.


Mais Lidas