NÁUTICO

Náutico espera definir situação de Givanildo


Para ficar, Givanildo precisaria aceitar reduzir o seu salário em 40%

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 02/12/2016 às 8:21
Leitura:
Foto: Alexandre Godim / JC Imagem

A intenção do Náutico é ainda esta semana definir a situação de Givanildo Oliveira. Para ficar, o técnico precisar reduzir o seu salário em 40%. Caso ele não fique, o Timbu terá de ir ao mercado atrás de outro treinador, além de reforços para o ano que vem.

Confira os detalhes do Náutico na reportagem de José Silvério:

O Timbu já está com a cabeça para a temporada de 2017. Resta saber se o Náutico será punido pela invasão dos torcedores no campo da Arena Pernambuco, no jogo contra o Oeste, no último sábado (26), pela última rodada do Brasileirão.

CONFUSÃO

Além de perder a chance de subir à Série A e não fazer o seu dever de casa contra o Oeste, o Náutico ainda deverá sofrer uma séria punição do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

Torcedores invadiram o campo da Arena Pernambuco, após o Timbu está perdendo por 2x0 para o Oeste, pela última rodada do campeonato.

Uma dezena de alvirrubros invadiram o gramado da Arena de Pernambuco na reta final do segundo tempo provocando a paralisação da partida por 18 minutos.


Mais Lidas