SÉRIE B

Náutico jogará primeira partida da Série B com portões fechados

Punido após confusão em partida contra o Oeste no ano passado, o Náutico não quis jogar a 100 km do Recife por conta da crise financeira que passa

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 02/05/2017 às 18:03
Leitura:

Imagem

O Náutico entrou com um pedido nesta terça-feira (2) ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para jogar de portões fechados diante do América na primeira rodada do Brasileirão da Série B, no dia 12 de maio. O pedido foi acatado pelo STJD.

O Náutico perdeu o mando de campo e deveria jogar a 100 km do Recife, mas devido ao momento financeiro do clube, preferiu jogar de portões fechados, como explicou o advogado do clube, Felipe Macedo. “O clube, como é notório, passa por um momento delicado financeiramente (...) É menos custoso para o clube [pedir os portões fechados]. É uma pena mais grave, mais severa, porém é uma pena que atende melhor ao clube na questão financeira”, destacou o advogado.

O vice-presidente jurídico do Náutico, Bernardo Wanderley, conversou com Igor Moura, do Escrete de Ouro, e falou sobre a decisão. Confira os detalhes:

Relembre

Ano passado, diante do Oeste, na Arena de Pernambuco, torcedores do Náutico entraram em campo para cobrar dos jogadores uma vitória. A equipe perde de 2 a 0 para a equipe paulista e enterrou de vez a chance de a equipe alvirrubra conseguir o acesso à Série A.

Por conta da confusão, o Náutico foi punido.

Mais Lidas