Entrevista

Após saída do Náutico, Beto Campos admite pressão interna

"Fizemos uma análise dos jogos e das dificuldades que nós teríamos. Trabalhamos muito para isso, mas infelizmente não aconteceu", disse Beto Campos

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 31/07/2017 às 11:27
Leitura:

Imagem

O técnico Beto Campos, após deixar o Náutico no último domingo (30), admitiu uma pressão interna do clube e demonstrou confiança na saída dos alvirrubros do Z4. Em entrevista concedida ao repórter Leonardo Bóris, o ex-comandante Timbu também avaliou o tempo que passou a frente do clube após nove partidas, em um recorde de uma vitória, três empates e cinco derrotas.

Confira na íntegra entrevista de Beto Campos

"Sabíamos das dificuldades quando chegamos no Náutico. É natural ter alguns diretores que não estão contentes com os resultados. O tempo vai passando e vão diminuindo as possibilidades para o clube sair dessa situação. Conseguimos ter uma equipe base, e conseguimos fazer com que essa equipe jogasse um futebol parecido com o que gostaríamos, e sabia que havia necessidade. Perdemos alguns por lesões, então é uma dificuldade grande", disse Beto Campos.

Sobre a saída do Náutico, o ex-treinador Timbu afirmou que a decisão foi tomada em conjunto com membros da diretoria. "Fizemos uma análise dos jogos e das dificuldades que nós queríamos. Trabalhamos muito para isso, mas infelizmente não aconteceu. Conversando com o Emerson Barbosa, a gente achou uma situação melhor no momento, para que o clube possa trazer um outro profissional, tirando o Náutico dessa situação, coisa que infelizmente não conseguimos fazer. Estamos torcendo muito para o clube".

Por fim, Beto Campos demonstrou confiança a recuperação do Náutico, mesmo uma difícil missão pela frente. "Matematicamente há uma possibilidade forte que tenha condição. O Náutico vai precisar de 11 vitórias. É difícil, até pelo momento que o clube vive, mas sabemos que, com os atletas que estão chegando, e com o grupo que vem participando, num nível bom, ter uma sequência é uma possibilidade. Não queremos enganar ninguém, vai precisar de uma campanha de G4 no segundo turno, mas tem condições de sair dessa situação".

Roberto Fernandes na lista do Náutico

Um dos nomes cogitados pela diretoria do Náutico é o do técnico Roberto Fernandes, atualmente no comando do Confiança/SE. O treinador tem somente um jogo na área técnico do time sergipano, um empate por 1x1 diante do Cuiabá na última rodada da Série C, e fará a sua segunda partida nesta segunda-feira (31), diante do Moto Club/MA, em casa.

Caso Roberto Fernandes volte a vestir cores alvirrubras, será a quarta passagem dele pelo Timbu, clube onde ele acumula mais de 100 jogos. Esteve a frente do Náutico em 2007, 2008, 2010 e 2011.

Mais Lidas