Entrevista

Náutico traça perfil do próximo treinador: "temos que chacoalhar o elenco"

Emerson Barbosa, vice de futebol do Náutico, busca perfil "que caiba no orçamento e queira tirar o Náutico dessa situação"

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 31/07/2017 às 12:11
Leitura:

Imagem

O vice de futebol do Náutico, Emerson Barbosa, garantiu que busca um treinador no mercado "que expresse a indignação, que busque até o último minuto e que conheça o tamanho do clube". Em entrevista à Rádio Jornal na manhã desta segunda-feira (31), o dirigente traçou um perfil do próximo comandante, e priorizou um nome que caiba no orçamento do clube.

Ouça a entrevista com Emerson Barbosa na íntegra

"Temos que buscar um comandante que expresse a indignação, que busque até o último minuto, que conheça o tamanho do Náutico. Estamos procurando alguém com esse perfil. Não existem nomes mágicos no mercado, e queremos alguém que compre essa briga. São essas duas variáveis: que caiba no orçamento e queira tirar o Náutico dessa situação", afirmou Emerson Barbosa.

O dirigente ainda elogiou o técnico Beto Campos, que deixou o comando do clube último domingo (31), e reiterou a confiança na permanência do Náutico na Série B.

"Beto Campos é uma pessoa correta, de muito bom trato e fácil acesso no cotidiano, mas os números se sobressaem. Foram números insuficientes para tirar o clube dessa situação. Sentimos que precisamos reagir de qualquer forma. Quem dirige um clube feito o Náutico não pode se acomodar, não podemos ser passivos, temos que chacoalhar o elenco. São 21 jogos pela frente, com 63 pontos a disputar", comentou Emerson Barbosa.

Sobre o elenco, o vice de futebol reconheceu o empenho dos jogadores em campo, e colocou em pauta um perfil que mexa com o brio dos jogadores. "Nós temos um elenco com quase 40 atletas, e tem que ter peça de reposição. Temos que buscar alternativas e novos perfis, um comandante que busque a motivação de cada atleta. Reconhecemos as limitações técnicas, mas o campeonato é muito parelho. Temos que tirar todo mundo dessa zona de conforto. "

Mais Lidas