Esclarecimento

Grupo de sócios do Náutico emite nota negando ameaças a Ivan Brondi

"Resgate Alvirrubro" ainda prestou prestígio e negou ter pressionado o ex-presidente Ivan Brondi

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 30/08/2017 às 10:33
Leitura:

Imagem

O grupo de sócios do Náutico denominado "Resgate Alvirrubro" negou as acusações de ameaças, xingamentos e de pressionar o ex-presidente Ivan Brondi, que renunciou ao cargo na última terça-feira (29). Segundo o grupo, a carta aberta, divulgada pelo Jornal do Commercio, retrata "denúncias e não acusações" e a reunião realizada com diretores foi "pacífica e cordial".

De acordo com o repórter da Rádio Jornal, Leonardo Boris, Ivan vinha sofrendo grande pressão e investidas para deixar a direção do time e um áudio vazado mostra, ao que parece, um conselheiro xingando o antigo presidente.

Confira o áudio vazado de um dos conselheiros na matéria de Leonardo Boris

>> Confira a carta do presidente Ivan Brondi e entenda os motivos da renúncia

Ainda de acordo com a nota emitida pelo "Resgate Alvirrubro", a chapa de Edno Melo, eleito para assumir o biênio 2018/19 em um pleito antecipado no mês de julho, usa do mesmo nome, mas o grupo tem atuação autônoma.

Confira a nota na íntegra

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Nós da Comissão de Sócios Resgate Alvirrubro , vimos por meio desta à Nação Alvirrubra ,e tb ao mundo esportivo em geral, ESCLARECER algumas informações que tem sido amplamente divulgadas equivocadamente.
Todos nós fomos tomados pela surpresa diante das últimas definições.
Queremos ressaltar e deixar registrado o nosso apreço ao Ex-presidente Ivan Brondi , nosso camisa 10 do Hexa , título que até hoje dignifica nossa história, marca inigualável.
Queremos ainda enumerar alguns fatos:

1. Fomos acusados de " invadir" a sala da presidência e fazer " ameaças". Está " invasão" e estas " ameaças" teriam sido a causa da decisão da renúncia anunciada hoje.
Não houve invasão alguma. Tivemos sim uma reunião pacífica e cordial com o então presidente Ivan na sala de reuniões.

2. Apresentamos um documento denominado CARTA ABERTA onde apresentamos uma série de denúncias para as quais pedimos investigação. DENÚNCIA NÃO É ACUSAÇÃO.
Não houve vandalismo e jamais ameaçamos a integridade física do presidente ou de qualquer dirigente alvirrubro.

3. Não divulgamos à imprensa sobre a reunião, muito menos sobre o teor das denúncias. O assunto veio a público através do JC com uma publicação errônea, para a qual solicitamos a correção. A imprensa pediu acesso ao teor da CARTA ABERTA, o que negamos. Não queremos discutir através da imprensa, queremos sim , a apuração e solução dos problemas apontados.

4. Informamos ainda que protocolamos a CARTA ABERTA também no Conselho Deliberativo para que as instâncias administrativas do clube tomassem conhecimento.

5. Nenhuma denúncia atingia a pessoa do Ex-presidente Ivan. Tratavam- se de fatos que precisavam ser apurados. Entendemos ser sim obrigação de qualquer gestão apurar denúncias de irregularidades no seu mandato.

6. Sobre o nome da nossa Comissão ser o mesmo da chapa vencedora, esclarecemos antes da eleição: a chapa nos solicitou autorização para usar nosso nome, e nós autorizamos coletivamente, após conhecermos as propostas e os representantes da chapa Edno Melo e Diógenes Braga. Nossa autonomia está e será mantida.

Finalizando , nosso futuro depende do nosso momento e por isso precisamos caminhar.
A hora é de total apoio a quem assumir o clube , Dr. Gustavo Ventura ou o presidente eleito Edno Melo.

Que ambos demonstrem respeito , empenho, responsabilidade é dedicação ao nosso amado CNC.
O NÁUTICO depende de todos nós e estaremos juntos nessa reconstrução.

Saudações Alvirrubras, AVANTE!

COMISSÃO DE SÓCIOS RESGATE ALVIRRUBRO

Mais Lidas