Seleção

Duelo contra o Equador marca um ano de Gabriel Jesus e Tite na seleção

Atacante fez sua estreia, juntamente com técnico Tite, no dia 1 de setembro de 2016; Gabriel Jesus comemorou a marca

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 31/08/2017 às 11:28
Leitura:

Imagem

O duelo entre Brasil e Equador, nesta quinta-feira (31), às 21h45, em Porto Algre, não tem um grande valor para a campanha da seleção nas Eliminatórias, visto que a Canarinha já garantiu vaga na Copa do Mundo da Rússia em 2018, mas marca um momento importante na trajetória até o mundial. O técnico Tite completará um ano a frente da equipe juntamente com um pupilo: Gabriel Jesus, um dos destaques desde a chegada do treinador gaúcho.

Hoje tido como um dos queridinhos de Pep Guardiola no Manchester City, o atacante concedeu entrevista coletiva na última quarta-feira (30) e comemorou a marca conquistada com a camisa verde e amarela. "Fico muito contente, depois de um ano ver que consegui realizar um sonho de criança, vestindo a camisa da seleção e ajudando meus companheiros. Fico feliz com a confiança de todos, espero que seja mais um jogo bom e com mais uma vitória", comentou.

O repórter Wellington Campos esteve ontem com a seleção brasileira

#Repost @neymarjr (@get_repost) ??? Fut mesa ?? @thiagosilva_33 @marcelotwelve @danialves Créditos: @filipeluis ????

Uma publicação compartilhada por Seleção Brasileira de Futebol (@cbf_futebol) em

O duelo contra os equatorianos, que ocupam a sexta colocação nas Eliminatórias com 20 pontos, o Brasil não tem nenhum desfalque, mas conta com Miranda, Marcelo, Filipe Luís, Casemiro, Fernandinho, Giuliano, Paulinho e Renato Augusto pendurados.

O provável time escalado pelo técnico Tite será composto por Alisson; Daniel Alves, Marquinhos, Miranda, Marcelo; Casemiro, Paulinho, Renato Augusto; Neymar, Willian e Gabriel Jesus. Philippe Coutinho, do Liverpool, será poupado por estar voltando de uma lesão nas costas.

Já o Equador, do técnico Gustavo Quinteros, deve entrar em campo com Banguera; Pedro Velasco, Arboleda, Achilier, Cristían Ramirez; Quiñones, Noboa, Gaibor; Antônio Valencia, Felipe Caicedo e Fidel Martínez.

Mais Lidas