FUTEBOL

Superação é o nome do Náutico, diz Roberto Fernandes após vitória


O Náutico venceu o Boa Esporte, mas Roberto Fernandes fez questão de ressaltar a pressão sofrida no segundo tempo

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 30/09/2017 às 20:47
Leitura:

Imagem

"Superação é o nome do Náutico". Essa declaração é do treinador alvirrubro Roberto Fernandes, que viu sua equipe bater o Boa Esporte, na tarde deste sábado (30), por 2 a 0 no Lacerdão em Caruaru. Ainda assim, o Timbu segue na zona de rebaixamento com 23 pontos e na 19º colocação da Série B.

"Não tem que falar muita coisa. O Boa tinha apenas 17 pontos na nossa frente com o mesmo número de jogos. É um resultado de superação. São jogos difíceis, uma equipe que carece de melhorar em alguns aspectos, mas tem outras coisas que a gente sabe que não vai melhorar da noite para o dia. Quando o Náutico entra em campo com a grandeza da sua história, é uma coisa, mas outra coisa é com essa realidade no campeonato. Vai ser na dificuldade", disse o técnico do Náutico.

>> Em jogo apertado, Náutico vence Boa Esporte e volta a vencer na Série B

Roberto Fernandes também destacou que o segundo tempo foi melhor para o Boa Esporte, que perdeu um pênalti, defendido por Jefferson, e falou das dificuldades no elenco já que o lateral-esquerdo Henrique Ávila e o atacante Rafael Oliveira saíram machucados.

"Fizemos um primeiro tempo equilibrado, cometendo alguns equívocos, mas fomos equilibrados. No segundo tempo, o Boa atropelou a gente. E em todos os aspectos. Mudamos duas vezes por causa de lesão. Não podemos fazer uma mudança tática, que era necessária, mas eu fiquei refém. Eu ia escolher entre dar mais agressividade no início da marcação, com mais um atacante, ou colocar mais um volante. Mas se eu colocasse mais um volante, era muito sofrimento. E, na frente, só dois ou três atacantes podendo fazer gols", comentou o treinador.

Na próxima rodada, o Náutico encara o Goiás fora de casa e precisa novamente da vitória para alimentar o sonho de fugir do rebaixamento. Por isso, Roberto lembra que cada jogo é uma decisão para o Timbu. “Temos o Goiás agora e vamos para mais uma decisão. Restam onze jogos e vamos buscar nos superar para conseguir. Vamos trabalhar e persistir. O grupo está no limite e está fazendo o que tem de melhor. Não é fácil e vamos com o que tiver de melhor em termos técnicos e físicos”, comentou.

Ouça a entrevista com Roberto Fernandes

FICHA DO JOGO NÁUTICO 2 X 0 BOA ESPORTE

Local: Estádio Luiz Lacerda, Caruaru (PE)

Data: 30 de setembro de 2017, sábado

Horário: 16h30 (Brasília)

Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP) Assistentes: Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP) e Herman Brumel Vani (SP)

Cartão Amarelo: Aislan (Náutico);Douglas Assis, Caíque, Rodolfo e Geandro (Boa Esporte)

Gol: NÁUTICO: Rafael Oliveira, aos 20 minutos do primeiro tempo, e Dico, aos 44 minutos do segundo tempo

NÁUTICO: Jefferson; Sueliton, Aislan, Léo Carioca e Henrique Ávila (Manoel); Amaral, Diego Miranda, Rafinha e Giovanni (Leilson); Gilmar e Rafael Oliveira (Dico). Técnico: Roberto Fernandes

BOA ESPORTE: Fabrício; Ruan, Caíque, Douglas Assis (Júlio Santos) e Paulinho; Geandro, Thaciano (Reis), Diones e Fellipe Mateus; Rodolfo e Casagrande. Técnico: Nedo Xavier


Mais Lidas