Entrevista

Presidente eleito acredita que Náutico não escapa do rebaixamento: 'não é o fim do mundo'


Edno Melo afirmou que planejamento para 2018 contempla tanto a permanência na Série B quanto a queda para a Série C

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 08/11/2017 às 11:10
Leitura:

Imagem

O presidente eleito do Náutico, Edno Melo, afirmou que o rebaixamento para a Série C, caso aconteça, 'não é o fim do mundo'. Em entrevista à Rádio Jornal, o atual vice de finanças Timbu reiterou que o planejamento para 2018 contemplava uma Série B ou uma Série C e disse que o maior foco do clube, ultimamente, tem sido a volta para os Aflitos.

"Já vinhamos trabalhando com essa possibilidade. O planejamento era para uma Série B ou Série C. Estamos muito voltados para a volta para os Aflitos. A torcida do Náutico tem que entender, se realmente acontecer o rebaixamento acontecer e eu acredito que a gente não vai mais sair, não é o fim do mundo. A torcida diz que não vai mais pra campo, mas qualquer arremedo de sucesso ela volta ao campo. Ela tem que saber que o Náutico precisa dela", disse Edno Melo.

Confira a entrevista de Edno Melo na íntegra

Roberto Fernandes acredita que não é fim da linha para o Náutico

Após a derrota para o Paysandu nessa terça-feira (7) na Arena de Pernambuco, o técnico Roberto Fernandes reconheceu que a derrota complicou o momento do Náutico na Série B, mas pregou a crença. "Não é fim da linha porque a matemática nos permite... Mas é muito difícil".

Ele ainda falou que outras questões como a parte física, técnica, tática e emocional “topou” no limite do grupo e ajudou no resultado ruim. Mas, ele destacou também que faltou sorte. “Sendo muito sincero, hoje faltou um pouquinho cara de sorte... O jogo começou como teria que começar, o Náutico atropelando o Paysandu... Com 10 minutos de jogo o Náutico saiu três vezes na cara do goleiro, então quer dizer que precisava ter feito aquele gol naquele momento”, disse.


Mais Lidas