Crise

Com 4 meses de salários atrasados, jogadores do Santa Cruz ameaçam greve


Elenco coral deve se reunir com a diretoria do Santa Cruz ainda nesta quinta-feira (9); Segundo Grafite, somente parte do elenco recebeu pagamentos

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 09/11/2017 às 10:42
Leitura:

Imagem

Sob ameaça de greve do elenco, os jogadores do Santa Cruz se reúnem hoje com a diretoria do clube para tratar do atraso de cerca de quatro meses no pagamento dos salários para o elenco, comissão técnica e funcionários do clube. O atacante Grafite, um dos líderes do elenco, confirmou que representantes corais prometeram o pagamento de ao menos um mês até o duelo contra o Vila Nova, na última terça-feira (7), porém somente uma parte do plantel recebeu o dinheiro.

"No início da semana teve uma conversa com a diretoria. Ficou acertado que um mês seria pago até o jogo contra o Vila Nova. Foi feito somente o pagamento dos jogadores e alguns não receberam. Vamos nos reunir com a diretoria para esclarecer essa situação. O treino de hoje (nessa quarta-feira) foi cancelado e amanhã (hoje) vamos ver o que será feito, tendo uma conversa para resolver essa situação", disse Grafite.

Ao longo de todo o ano, a situação de atraso salarial do Santa Cruz foi exposta por jogadores e até mesmo pelo próprio clube, que admitiu a situação através da página oficial no twitter. Atualmente, os tricolores ocupam a 18º colocação da Série B com 33 pontos acumulados e 98,6% de chance de queda para a Série C.

Ao longo do ano, alguns jogadores também se pronunciaram pelas redes sociais. O atacante argentino Facundo Parra, que foi dispensado pelo clube coral ao final do primeiro semestre, postou em sua conta oficial no Instagram uma crítica ao clube pernambucano pelo atraso salarial.

Imagem

Ouça a entrevista de Grafite na íntegra


Mais Lidas