Náutico

Após rebaixamento, dois jogadores pedem para deixar o Náutico

Atletas expressaram o desejo de não renovar com o Náutico e sequer viajam para Criciúma

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 12/11/2017 às 16:35
Leitura:

Imagem

O atacante William Batoré e o lateral Manoel pediram para deixar o Náutico. Após um bate boca com torcedores na saída para o intervalo do duelo do Timbu diante do Londrina, William pediu para o técnico Roberto Fernandes para não atuar mais com a camisa do clube alvirrubro. Já o prata-da-casa Manoel expressou o desejo de não renovar com o clube ao final desta temporada. A informação é do repórter do Escrete de Ouro Leonardo Boris.

Aos 34 anos, William chegou ao Náutico ainda no mês de julho como esperança de gols. Ele atuou por 10 vezes com a camisa do clube pernambucano e marcou cinco gols.

>>Náutico perde para o Londrina e é rebaixado para a série C

>>“A temporada do Náutico foi desastrosa”, diz Roberto Fernandes

Aos 21 anos, Manoel estreou este ano com a equipe profissional do Náutico, acumulando 37 atuações e dois gols marcados. Ambos atletas sequer viajam para Santa Catarina para enfrentar o Criciúma, na próxima terça-feira (14).

Meu compromisso não é com torcedor do Náutico, diz William Batoré

Após o derrota para o ABC em casa pelo placar de 2 a 1, no último dia 20 de outubro, o atacante William Batoré do Náutico, que foi ameaçado por um grupo de torcedores após o embate, afirmou que não tem mais compromisso com o torcedor alvirrubro. Segundo o jogador, em entrevista ao repórter do Escrete de Ouro Leonardo Boris, o torcedor tem o direito de cobrar das arquibancadas e o gramado 'não é o espaço dele'.

Mais Lidas