PREVISÕES

Santa estará na final do Pernambucano de 2018, garante Pai de Santo


Famoso pelo boi do Sport, Pai Carlos afirma que o adversário do tricolor será o Leão ou o Carcará. Timbu terá mais um ano turbulento

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 29/12/2017 às 9:58
Leitura:

Imagem

O que os orixás reservam para os times de Pernambuco no ano que vem? Qual o destino do Brasil na Copa do Mundo? De acordo com o babalorixá Pai Carlos de Xangô, tudo depende da energia dos times na virada de ano e da relação deles com os orixás. Ouça as previsões de Pai Carlos para os futebol:

Em Pernambuco, o Pai de Santo prevê um ano equilibrado para o Sport, que vai continuar na Série A. Para o Náutico, o ano promete ser de turbulência. "Não vejo o Náutico brilhar em 2018", afirma.

Se o Santa Cruz procurar ajuda dos orixás, terá sucesso, se não, vai continuar no mau momento espiritual. "Se ele procurar uma casa de Umbanda ou Candomblé, será o campeão. Se não, será o Sport", diz.

O Salgueiro também entra na briga. "O Carcará está bem preparado tecnicamente e espiritualmente. Antes de cada jogo, os seus atletas precisam tomar um banho de purificação". A final do Pernambucano fica entre Santa Cruz e Sport ou Santa Cruz e Salgueiro.

Copa do Mundo

Nos oráculos dos búzios, Pai Carlos afirma que o Brasil chega às oitavas de final. "Quando começar mesmo as competições, eu vou jogar em cima dos adversários para ver a energia de cada time que vai enfrentar o Brasil", diz.

Veja também:

Anitta engravida e Pabllo Vittar pode parar de cantar, diz Pai de Santo
Confira as previsões completas do Pai Carlos de Xangô para 2018 em Pernambuco, no Brasil e no Mundo

BOI DO SPORT

Pai Carlos recebe o boi do Sport

Em 2011, durante uma fase difícil, o Sport pagou um boi a Pai Carlos. De acordo com o babalorixá, a oferenda foi prometida em 2008 para a conquista da Copa do Brasil. O pagamento foi feito para evitar que a fase difícil do rubro negro pernambucano se prorrogasse. Apesar do pagamento, O Sport perdeu o Campeonato pernambucano desse ano e só voltou a vencer em 2014 e em 2017. Nos demais anos, o campeão foi o Santa Cruz

De acordo com Pai Carlos, a dívida seria paga com um búfalo, mas, para evitar problemas com o Ibama, foi feita uma consulta aos orixás e a troca por um boi malhado foi autorizada. O animal não foi sacrificado.

A oferenda, que ainda incluiu outros animais e ingredientes, teria custado R$ 5 mil. "Nada para Exu pode ser de graça. A esperança é que Exu abra os caminhos agora para o Sport não ter mais espinhos no gramado", afirmou Pai Carlos na época.


Mais Lidas