copa do mundo

Givanildo Oliveira defende Neymar: cai porque chegam com raiva nele


Givanildo Oliveira, Roberto Fernandes e o ex-árbitro FIFA Wilson Souza estiveram no Debate do Super Manhã para falar sobre Copa do Mundo

Mayra Milenna Gomes
Mayra Milenna Gomes
Publicado em 05/07/2018 às 13:18
Foto: Felipe Pessoa/Rádio Jornal
FOTO: Foto: Felipe Pessoa/Rádio Jornal
Leitura:

Em clima de Copa do Mundo e às vésperas de jogo decisivo do Brasil no Mundial da Rússia, Geraldo Freire recebeu para o Debate do Super Manhã, nesta quinta-feira (5), um seleção de talentos do futebol local. O treinador e ex-jogador Givanildo Oliveira, o técnico do Santa Cruz Roberto Fernandes e o ex-árbitro FIFA Wilson Souza falaram sobre o maior evento do futebol no globo. O "cai-cai" de Neymar, ctema em voga na imprensa e nas redes sociais, foi tema de análise.

Ouça debate completo:

Opiniões

"Eu não quero dizer pra defender jogador porque eu fui, mas os caras vão com raiva nele. Ele cai porque os caras chegam. A força é grande. Se fosse alguém do meu tamanho ele cairia, imagine os jogadores com dois metros de altura. Ele dribla muito, os caras ficam com raiva", avaliou Givanildo Oliveira. O treinador acredita que o camisa 10 tem grandes chances de ser eleito o melhor do mundo.

Por valorizar as faltas, Neymar seria difícil de apitar? Ex-árbitro FIFA, Wilson Souza acredita que é muito importante entrar em campo sabendo qual é o perfil de cada jogador para poder se antecipar, resolver problemas e preservar o espetáculo. "A arbitragem tem que ser defensiva. Da mesma forma que treinadores estudam outras equipe adversárias, o árbitro também estuda os jogadores", ensina.

Roberto Fernandes está confiante no hexa, mas prefere ser cauteloso. "Eu não cravo o Brasil campeão por achar que nós estamos mal, mas porque outras equipes têm condições de buscar resultado. Acompanho Copas desde os 14 anos e essa é a que está mais propícia a ter surpresas", analisa.


Mais Lidas