DE SAÍDA

Henríquez abre mão de salários e deixa o Sport


Zagueiro colombiano Henríquez não vinha sendo utilizado no Sport e agora deve confirmar acerto com o Vasco

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 09/07/2018 às 17:26
Williams Aguiar/ Sport
FOTO: Williams Aguiar/ Sport
Leitura:

O zagueiro colombiano Henríquez acertou a rescisão contratual com o Sport e não é mais jogador da equipe rubro-negra. O atleta, que realizou apenas quatro jogos nesta temporada, sendo o último ainda em fevereiro na Copa do Brasil, abriu mão de salários atrasados numa transação que foi 'financeiramente interessante para o Sport', segundo o executivo Klauss Câmara.

"Ele procurou o clube para tentar um comum acordo junto à nós. Inicialmente não houve nenhum acordo, mas na semana passada a gente evoluiu bem e, em virtude dos jogos da Copa do Mundo e final de semana, definimos hoje. Chegamos num acordo interessante para o clube. Não houve compensação financeira para nenhum clube. Não houve nenhuma conversa com o clube em relação ao destino do atleta. Decidimos a rescisão antecipada do contrato", comentou Klauss.

As dificuldades na negociação de rescisão também foram esclarecidas e, segundo o executivo leonino, não houve nenhuma condicionante para a saída do atleta somente para o futebol colombiano.

"Buscamos o comum acordo. Há conflitos de interesse, do clube e do atelta. Discutimos vários assuntos. Henríquez falou da possibilidade de jogar no país dele. Uma condicionante quanto ao destino dele, isso não aconteceu. Essa questão que foi considerada no final da semana, com um provável destino aqui no Brasil, eu soube pela imprensa. O destino dele, agora, compete a ele. Um atleta que não tava sendo aproveitado e encontramos um meio termo que ficou importante para todo mundo", afirmou.

Henríquez chegou ao Sport em 2015 em uma transferência junto ao Milionários, da Colômbia. Aos 28 anos, realizou 63 partidas pelo clube leonino e marcou um gol.

Sport preparado para investidas do mercado internacional

A pausa para a Copa do Mundo fez com que 14 equipes nacionais perdessem jogadores para o futebol internacional. No Sport, Anselmo foi para o mundo árabe antes da parada para o mundial. Sobre essa situação, e o interesse leonino em atletas de fora do país, Klauss garantiu que o clube está preparado para a situação.

"O mercado brasileiro esse ano vai sofrer até meados de agosto, já que a janela de transferência internacional se encerra em meados de agosto. A gente tá preparado. Independente de não ter acontecido na Copa, pode ser que ainda aconteça, não só no Sport, mas em todo o futebol brasileiro", disse Klauss.

O executivo leonino também falou sobre a busca do Sport por reforços. "No que compete a gente, a questão do Henríquez foi uma rescisão. Não é pelo motivo da saída de atletas que vamos repor por repor. Estamos analisando os jogadores que têm viabilidade para vestir a camisa do Sport. Estamos de olho nas situações. Acho que até meados de agosto muita coisa vai acontecer. Estamos preparados e atentos", finalizou.


Mais Lidas