Má fase

Tomar gol de contra ataque fora de casa é inadmissível, diz técnico do Sport


Claudinei Oliveira ainda falou sobre pressão no cargo de técnico do Sport após 3 derrotas seguidas e 5 jogos sem vencer

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 27/07/2018 às 10:29
Guga Matos/JC Imagem
FOTO: Guga Matos/JC Imagem
Leitura:

O técnico do Sport, Claudinei Oliveira, demonstrou sua insatisfação com a forma que o time perdeu para o Vitória na última quinta-feira (27), no Barradão. O único gol da partida, marcado por Érick num contra ataque, foi considerado 'inadmissível' pelo treinador leonino.

"Acho que a gente fez um bom primeiro tempo. Tivemos a chance clara, poderíamos ter aberto o marcador, a bola passou raspando. Na segunda etapa eu falava para os jogadores que estávamos organizados e que a única forma de tomarmos gol seria de contra ataque e seria inadmissível tomar gol de contra ataque fora de casa, e foi o que aconteceu. É uma coisa que a gente tem que evitar", disse Claudinei em entrevista coletiva após a partida em Salvador.

Claudinei ainda avaliou os dois últimos jogos fora de casa do rubro-negro, com derrotas para o Ceará e a de ontem para o Vitória. Segundo o comandante, o Sport foi superior na maior parte das duas partidas, mas não soube converter essa supremacia para o placar.

"É difícil tirar um fator ou outro. Tem que saber sofrer, mas a gente tem que saber ser feliz, quando você tá melhor no jogo. Não adianta ganhar só quando sofre, tem que ganhar quando você tá melhor no jogo, converter essa supremacia em gols. Tivemos a maior parte do jogo melhor que o Vitória. Jogando fora de casa você não pode tomar o gol de contra ataque. Fomos melhores que Vitória e Ceará e perdemos os dois jogos. Ganhamos muitos jogos com o Magrão salvando e agora não estamos sabendo matar o jogo", comentou.

Sobre o próximo jogo, diante do líder Flamengo no Maracanã, no próximo domingo (29), às 16h, Claudinei demonstrou confiança no time e num resultado positivo e demonstrou preocupação com a zona de rebaixamento. "Temos condições de vencer o Flamengo no Maracanã, temos que vir mais fortes. Não podemos fazer terra arrasada, mas ficar alerta. Nós tínhamos uma folga muito grande em relação a zona de rebaixamento, agora essa diferença caiu para três pontos".

Claudinei encara pressão com naturalidade

Após três derrotas seguidas e uma sequência de cinco jogos sem vitórias, Claudinei Oliveira encarou a pressão no cargo de treinador do Sport com naturalidade, garantindo que está buscando soluções para a equipe.

"A gente nunca pode se sentir confortável, aí você tende a cair no seu trabalho. Estamos pensando em soluções para a equipe todos os dias, creio que podemos evoluir. A gente sabe que nossa cultura é resultadista, sei que estou fazendo o melhor trabalho possível. Apesar de três derrotas, ainda temos uma folga na tabela. A expectativa era que o Sport estivesse muito pior antes da parada da Copa. Precisamos ter equilíbrio e pontuar no Rio de Janeiro. A gente fica muito chateado. Estou fazendo meu melhor e por isso estou tranquilo", finalizou.


Mais Lidas