Náutico

Presidente do Náutico se diz decepcionado com o torcedor: "quando vão chegar junto?"


Edno Melo demonstrou decepção com a presença do torcedor do Náutico nos últimos jogos: "única renda é o torcedor"

Antônio Gabriel Machado
Antônio Gabriel Machado
Publicado em 08/08/2018 às 10:59
André Nery/Acervo JC Imagem
FOTO: André Nery/Acervo JC Imagem
Leitura:

O presidente do Náutico, Edno Melo, se disse decepcionado com o que considerou 'baixa presença de público' em jogos do clube. O mandatário alvirrubro ainda citou o jogo contra o ABC, no último final de semana, que selou a classificação do alvirrubro para a próxima fase da Série C do Brasileirão. Segundo ele, a Arena de Pernambuco deveria estar lotada.

"A diretoria ficou muito decepcionada. Quando você vê um time classificado e campeão pernambucano e o torcedor não chega junto, você se pergunta quando ele vai chegar junto. Qual a hora que o torcedor vai acordar para chegar junto? Essa é a nossa decepção. Essa é a parte que distoa nesse ano do Náutico. Nesse jogo contra o ABC, 20 mil pessoas seria pouco no estádio. O que falta para o torcedor entender e apoiar o clube", disse Edno Melo em entrevista à Rádio Jornal na manhã desta quarta-feira (8).

Edno ainda destacou que a política financeira do clube tem segurado as contas e o pagamento em dia dos jogadores e comissão técnica, sendo a única fonte de renda atual do clube a presença da torcida no estádio. "A gente tá num ano muito difícil, sem praticamente recurso nenhum. Sem uma política de austeridade, a gente não teria terminado o ano. Tem que terminar o ano pagando em dia. A única fonte de renda é o torcedor", comentou.

Obras nos Aflitos a todo vapor

Edno Melo ainda comentou sobre o andamento das obras no estádio dos Aflitos. Segundo ele, a diretoria aguarda o encerramento da Série C com um acesso para, possivelmente, fazer um jogo comemorativo ao ano de 2018 no Eládio de Barros Carvalho.

"A gente tá concluindo o alambrado, o vestiário do mandante tá praticamente pronto. Estamos esperando que finalize a Série C, finalize o acesso, para que marque um jogo festivo que marque para celebrar esse ano bom", disse Edno.


Mais Lidas