Santa Cruz

Santa Cruz: Ricardo Ernesto ainda é desfalque e Patrick Vieira está liberado pelo DM


Ricardo Ernesto deve ficar fora do terceiro jogo consecutivo e Patrick Vieira pode fazer a estreia com a camisa coral.

Publicado em 22/02/2019 às 19:30
JC Imagem
FOTO: JC Imagem
Leitura:

O próximo jogo do Santa Cruz é apenas na terça-feira (26), contra o Vitória, pela 6ª rodada do Pernambucano. Mas, mesmo com quatro dias até a partida, o técnico tricolor Leston Júnior ainda não deve contar com o goleiro Ricardo Ernesto. O atleta sofreu uma lesão na posterior da perna direita no primeiro jogo da Copa do Brasil, contra o Sinop, no Mato Grosso, e deve levar mais alguns dias até ser liberado para a transição.

"Ontem fez uma semana que teve a lesão em Sinop. O tipo de lesão requer de oito a dez dias de repouso. Ele está nesse repouso. Provavelmente, deve voltar para a transição a partir de segunda-feira (25). Como o jogo é na terça, a possibilidade é muito pequena. Não sou eu quem escalo, mas vai depender do treinador", explicou o médico Wilton Bezerra.

Mesmo que seja liberado para a transição antes, são poucos dias até a partida. "Goleiro que bate tiro de meta, dá uma arrancada. Ele é um atleta consciente e sabe que o tempo mínimo para isso é de oito a dez dias. A gente está planejando nesse período", emendou o médico. Além de Ricardo Ernesto, o meia Allan Dias também está entregue ao departamento médico. No Clássico das Emoções de quarta-feira (20), o jogador reclamou de um incômodo na posterior da coxa esquerda. De acordo com Bezerra, apenas um cansaço. Para tratar, o meia ficou no clube realizando fisioterapia.

"Se houver necessidade, faz exame. Mas, a princípio, só tratamento porque houve desgaste muito grande. A gente vai esperar mais um dia de evolução, mas a princípio nada de importante", comentou o médico.

Liberado

Há também uma alta no departamento médico. O meia Patrick Vieira chegou após a pré-temporada e reclamou de dores durante os primeiros treinos. Mas, de acordo com Wilton Bezerra, não era nada grave. "Está voltando hoje. Ele fez um exame isocinético para ver a musculatura, se não tem nenhum desequilíbrio, mas já foi liberado para a transição. Era dor generalizada. Quando é uma dor pontual, a gente fica mais preocupado", completou o médico.


Mais Lidas