Náutico

Dirigente do Náutico afirma que irá pedir representação na FPF contra árbitro do clássico

O vice-presidente executivo e de futebol, Diógenes Braga, fez duras críticas ao desempenho de Péricles Bassols no Clássico das Emoções

Publicado em 18/03/2019 às 17:22
Alexandre Gondim/JC Imagem
FOTO: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

A arbitragem de Péricles Bassols no Clássico das Emoções não agradou ao Náutico que, segundo o diretor de futebol Diógenes Braga, ‘foi a pior do campeonato’. Além de um lance em que não marcou pênalti em Odilávio no primeiro tempo, a diretoria alvirrubra ficou na bronca quanto aos cartões. Camutanga fez falta dura na segunda etapa, tomou o amarelo e cumprirá suspensão nas quartas de final. Situações que desagradaram a direção, que entrará com uma representação na Federação Pernambucana de Futebol pedindo afastamento do árbitro. Agora, cabe à FPF decidir se acata o pedido.

Ouça a entrevista completa

“Na nossa visão, foi a pior arbitragem do campeonato. Com lances grotescos em nossa visão, como o pênalti em Odilávio. Foi um absurdo, ele estava bem posicionado, bem próximo. Ele não deu porque não quis dar o pênalti. Não foi só esse erro. O critério de cartões foi bem ruim. No segundo tempo, Camutanga consegue interceptar jogador do Santa Cruz, ele (Péricles Bassols) dá a falta onde não foi, e dá o cartão amarelo a Camutanga, suspendendo do próximo jogo. Já temos um zagueiro no departamento médico, que é o Rafael Ribeiro, e agora perdemos o Camutanga”, reclamou Diógenes.

Leia mais no JC Online

Mais Lidas