Disputa

Maylson aumenta briga pela titularidade no Náutico

O volante disputou nove partidas e marcou dois gols com a camisa alvirrubra na atual temporada

Publicado em 26/03/2019 às 7:30
Léo Motta/JC Imagem
FOTO: Léo Motta/JC Imagem
Leitura:

O Náutico segue a preparação para o confronto decisivo diante do Vitória-BA, no sábado (30), às 16h. A partida no Barradão é a última da primeira fase da Copa do Nordeste e define a vida do Timbu na competição regional. Uma vitória garante a vaga. E um atleta vive a expectativa de entrar como titular pela primeira vez na atual temporada. Trata-se do meia Maylson, que marcou um dos gols na vitória contra o Altos-PI, por 2 a 0. Ele se coloca a disposição do técnico Márcio Goiano e garante que está pronto.

“Sobre a titularidade eu não posso falar ainda, porque estamos no começo da semana, ele vai ter até sexta-feira para trabalhar, hoje ele não fez um trabalho tático e não conversou comigo ainda, mas se ele optar por mim eu estou preparado, estou me sentindo bem, espero corresponder, ajudar meus companheiros para sair com o resultado positivo que é o que nos interessa lá', afirma Maylson.

Adversário

Enquanto o Náutico não perde há 15 jogos, a equipe baiana não conseguiu vencer na Copa do Nordeste – apesar de ainda ter chance de classificação no Nordestão -, além de ter sido eliminado no primeiro jogo da Copa do Brasil e também na fase inicial do Campeonato Baiano. Apesar do momento ruim do rival, Maylson acredita que o jogo será difícil.

"A gente sabe da dificuldade que vai ser lá no Barradão, por mais que eles não vivam um bom momento, a gente sabe da dificuldade que é jogar lá. Mas estamos preparado e temos que nos impor também. É o que a gente vem fazendo tanto dentro, quanto fora de casa, e continuar nessa sequência positiva que com certeza a gente tem tudo para conseguir a classificação", garante.

Experiência

O meia chegou a ficar duas semanas afastado devido a uma lesão na coxa e, até o momento, disputou nove partidas no ano e não conseguiu uma sequência da jogos. Com 30 anos, o jogador voltou aos Aflitos para dar mais experiência ao elenco alvirrubro, ao lado de nomes como Josa, Jorge Henrique e Wallace Pernambucano.

“É sempre bom ter esse tipo de jogador no elenco. Acaba passando experiência, passando as dificuldades que já teve na carreira. Temos jogadores assim, como eu, Wallace, Jorge, Assis, Luiz goleiro. Têm muitos meninos com um futuro brilhante pela frente. Então a gente espera ajudar de alguma maneira, que eles consigam a cada jogo, a cada treino evoluir, para que eles consigam os objetivos deles e o clube também", completa.

Mais Lidas