Campeonato Brasileiro

"A cota na Série B é de R$ 5 milhões 600 mil", garante Milton Bivar


Presidente rubro-negro informa valor da cota de transmissão da Série B e também confirma uma dívida de R$ 18 milhões com à Rede Globo

Robert Sarmento
Robert Sarmento
Publicado em 27/03/2019 às 11:50
JC Imagem
FOTO: JC Imagem
Leitura:

O presidente Milton Bivar afirma que a cota de televisão do Sport durante a Série B do Campeonato Brasileiro deste ano é de R$ 5 milhões e 600 mil. Em entrevista ao comentarista do Escrete de Ouro, Ralph de Carvalho, Bivar ainda disse que o rubro-negro deve R$ 18 milhões à emissora detentora dos direitos de transmissão, devido a antecipação de cotas da gestão anterior do clube, além de destacar que as auditorias apresentavam uma situação financeira ruim do Leão desde 2016.

"A cota é de R$ 5,6 milhões. A CBF paga 30 passagens e 30 hospedagens para todos os clubes. Acontece que o Sport deve R$ 18 milhões à Rede Globo, e o ex-presidente do clube autorizou descontar em 20% ao cair para a Série B. Esse valor é baseado no contrato (de transmissão) até 2024 com a emissora, que repassou para a CBF 160 milhões, no qual 33 milhões foram tirados para as despesas e o resto dividido para os clubes", confirma Milton.

Ouça a entrevista completa

Transmissão

Em relação ao contrato para exibição das partidas, o mandatário fala que a existe a possibilidade de um acerto de transmissão internacional, mas o valor repassado será apenas de R$ 700 mil para todas as equipes da Segunda Divisão. "Ainda não foi batido. O direito interacional passa pela Série A. Será 10% para a Série B. São 50 milhões divididos pra os 20 clubes. Portanto, a expectativa é de um valor de R$ 700 mil no total", pontua.

Auditoria

No inicio do ano, a atual gestão do Sport divulgou em auditoria um rombo no valor de mais de R$ 118 milhões e, mais uma vez, o presidente Bivar voltou a declarar que a estabilidade financeira do clube começou a cair nas temporadas anteriores. "Eu posso adiantar que desde 2016 e 2017 as auditorias já davam sinal de uma situação financeira ruim. Foi apresentando no inicio do ano um déficit de 118 milhões. Ignoraram isso. Adiantaram, compraram e venderam", conclui o presidente Milton Bivar.


Mais Lidas