SANTA CRUZ

Constantino Júnior diz que não há prejuízo financeiro com eliminação

Presidente do Santa Cruz também falou sobre os reforços que chegam nesta quinta-feira (28)

Fellipe Leandro
Fellipe Leandro
Publicado em 27/03/2019 às 23:27
Acervo/JC Imagem
FOTO: Acervo/JC Imagem
Leitura:

Diante da eliminação precoce do Campeonato Pernambucano, o presidente do Santa Cruz, Constantino Júnior, lamentou a partida feita pela equipe, mas fez questão de ressaltar que vai seguir firme com os compromissos do Clube. Tininho afirmou que se tem um responsável pelo resultado negativo, é ele mesmo.

"Ferido com a eliminação, mas são percalços do futebol. Estamos aqui colocando a cara e se tiver um responsável é o presidente que é quem contrata como parte ou se tem alguma culpa que recaia nos meus ombros, mas vamos seguir firme, honrar os compromissos em dia. Só quem está no dia dia é quem sabe. Não estou aqui para fazer choro, são situações do cotidiano que realmente atrapalham demais, mas não quero colocar isso com relação ao jogo. Pelo contrario. Vamos trabalhar duro e temos uma direção que tem trabalhado", disse.

Ouça a coletiva

Contratações

Sobre contratações, Constantino Júnior afirmou que está trabalhando para reforçar a equipe. Nesta quinta-feira (28) o meia Dudu, ex Ponte Preta, o goleiro Renan que estava no Tupinambá-MG, mais um zagueiro e um lateral esquerdo, chegam ao Recife.

"Dudu chega amanhã em Recife, tem mais três que chegam. Tem a situação de um meia que está bem encaminhada, mas não podemos errar. Alguns jogadores tinham até condições de jogar na Copa do Brasil e isso até atrapalhou porque se a gente trouxer algum jogador que já jogou a Copa do Brasil e acaba sem poder jogar. Jogadores que estavam em campeonatos valorizados como o Paulista, e aí tinha dois praticamente certos e aí as vezes um jogo mostra demais o atleta e a gente não pode fazer leilão. Tem que ter os pés no chão. A gente está trabalhando para trazer jogadores que possam resolver e sem também sangrar o orçamento do clube. Então tem que fazer com responsabilidade e inteligência visando a principal competição do ano", contou.

Prejuízo financeiro

Sobre o prejuízo financeiro devido a eliminação do Campeonato Pernambucano, o presidente foi bastante sincero ao afirmar que é um alívio no caixa do clube.

"É um alívio no caixa. A gente vai jogar um jogo fora de casa e se for para a final, a não ser que o Salgueiro passe, se fosse com o Salgueiro seria aqui no Arruda, mas se fosse com o Sport seria fora também, então você passar dois jogos para jogar fora concentrando, tudo que envolve um jogo, aí você faz a folha, o cara não coloca nem o imposto. A despesa que tem para se manter um bom ambiente, alimentação, hospedagem, então não é fazendo choro. A gente foi o time que mais viajou e gastou neste Pernambucano. E infelizmente e questão mercadológica. O mercado paga pouco por esta competição. A gente vê time do interior ganhando R$ 4 milhões para disputar a primeira fase. Bruto a gente ganha menos de ¼ disso. Essa é a resposta. Agora dizer que isso é uma desculpa que a gente não passou, longe disso. Mesmo que tivesse que pagar mais ainda para jogar teríamos que buscar a obrigação de ser campeão. Isso não tirou a nossa motivação, mas se a gente for falar de uma Copa do Brasil e Copa do Nordeste é diferente, você tem metas e receita a cada fase. Sendo sincero financeiramente não representa nenhum prejuízo para o clube", concluiu Tininho.

Mais Lidas