Desabafo

''Não vim para passear. Vim para ajudar'', afirma meia do Náutico

Jorge Henrique disse a frase em tom de desabafo após a classificação alvirrubra para as quartas de final da Copa do Nordeste

Com informações do JC Online
Com informações do JC Online
Publicado em 30/03/2019 às 19:55
Bobby Fabisak / JC Imagem
FOTO: Bobby Fabisak / JC Imagem
Leitura:

A emoção alvirrubra para a classificação na Copa do Nordeste foi além dos 90 minutos contra o Vitória. Mesmo após o empate conquistado no Barradão, os jogadores do Náutico aguardaram em campo até o m dos jogos de ABC e Bahia, que poderiam ultrapassar o Timbu e tomar a vaga no mata-mata. Somente após os apitos nais os atletas alvirrubros puderam desabafar e comemorar a primeira passagem de fase na Copa do Nordeste desde a retomada do torneio, em 2013. Em especial, o meia Jorge Henrique, mais experiente do grupo.

"Passamos para a próxima fase e vamos longe. Não teve ajuda de ninguém. A ajuda foi nossa. Se fizer o parâmetro dos dois grupos, o Náutico fez 15 pontos. No outro grupo, o Vitória entrou com sete. A equipe está de parabéns. É mérito", destacou o meia, que ainda se posicionou contra críticas recebidas.

Desabafo

"Procurei puxar a responsabilidade para mim e fui feliz no cruzamento (que originou o gol de Odilávio). Fico feliz. Muitos pensaram que eu viria para passear. Eu não vim para passear. Vim para ajudar", completou o meia

Mais Lidas