SANTA CRUZ

Luciano Sorriso avalia temporada e responde sobre Anderson e a contratação de um meia


Em entrevista, executivo do Santa Cruz explica a situação do goleiro Coral, a busca por um meia e o trabalho de Leston Júnior

Fellipe Leandro
Fellipe Leandro
Publicado em 13/04/2019 às 16:34
Bobby Fabisak / JC Imagem
FOTO: Bobby Fabisak / JC Imagem
Leitura:

O Santa Cruz vive uma grande fase na temporada 2019. Mesmo após ser eliminado de maneira precoce no Campeonato Pernambuco, a equipe Coral segue viva na luta pelo título da Copa do Nordeste e está 4ª fase da Copa do Brasil. Em entrevista ao repórter João Victor Amorim da Rádio Jornal, o executivo de futebol Luciano Sorriso, avaliou o ano como positivo e que mesmo com as dificuldades no início, a gestão tem se esforçado para conduzir o trabalho da melhor forma.

“Tirando a eliminação do estadual de 2019, a avaliação é a mais positiva possível. Dentro das nossas limitações, desde contratações, dificuldades por conta do passado do clube. No início da temporada a gente só tinha na teoria para demonstrar para os atletas que essa gestão era diferente, que está sendo diferente. A gente não tinha prática e não como mostrar de outra forma, então tivemos dificuldades desde o início, mas percebemos que os atletas compraram a ideia e conseguiram ter um objetivo de uma classificação na Copa do Nordeste e Copa do Brasil e a gente tem conseguido conduzir da melhor forma. A gente também tem certeza que tem muito a colher esse ano até porque o nosso principal objetivo é acesso”, afirmou.

A prioridade é um meia

Uma das cobranças da torcida do Santa Cruz é a contratação de um meio-campista. Desde o começo da temporada que o clube tem procurado esse atleta que ajude a equipe no ano. Luciano Sorriso explicou que tem trabalhado dia após dia para reforçar a equipe e que chegou a contactar alguns atletas, mas que buscar dentro de um critério estabelecido pelo clube.

“O principal é um meia. Nós buscamos isso dia após dia. Você pode ter certeza que já se encaminhou para se concretizar com cinco, seis, a ser muito próximo de um acordo e aí na hora o cara recebia outra proposta de um clube da série B ou recebia um valor maior do que nós estávamos oferecendo, até porque não iremos sair de uma linha de raciocínio. A gente vai conseguir honrar dentro de um critério que estamos levando desde o início do ano", disse.

O executivo do Santa Cruz também falou que não há margem para erro na hora de contratar. Além disso, Luciano Sorriso disse que não falou em nenhum momento que iria trazer um jogador para sacudir como circulou no início da temporada e que procura alguém para produzir dentro de campo e trazer resultados positivos.

"Hoje a gente busca um meia, mas não vamos trazer qualquer um por trazer. Até porque nós temos que minimizar os erros já que a gente não tem margem mais para isso...O torcedor fala muito isso: Cadê o jogador que você falou que iria sacudir? Eu não falei em nenhum momento que iria trazer um meia para sacudir. Jamais dei data. Então cada um tem que assumir as suas responsabilidades. Não estou me isentando da minha. Sei que tem que contratar e não sou só eu. Tem uma gestão. Se nós tivéssemos condições, esse meia já estaria no Arruda. A gente não vai prometer data, mas isso é uma prioridade. Não vai ser um meia para sacudir. A gente que alguém que vá produzir dentro do campo e trazer resultados positivos", afirmou Luciano Sorriso.

Anderson

Destaque na temporada, o goleiro Anderson, que está emprestado ao Santa Cruz até o fim do ano pelo Palmeiras, também é uma das prioridades do clube para o próximo ano. De acordo com Luciano Sorriso, a partir de julho ou agosto, a direção Coral poderá fazer um pré-contrato com ele. O executivo também disse na semana passada soou que que o arqueiro não havia sido procurado, mas que foi uma conotação errada.

"Semana passada soou muito sobre o Anderson, que a gente não procurou. Foi uma conotação totalmente errada, algo que não aconteceu. Ele tem contrato com o Palmeiras até o final do ano e conosco até o final do ano. A partir de junho ou agosto a gente vai poder assediá-lo de alguma forma com pré-contrato para que seja em definitivo nosso em 2020. A gente tem um percentual no passe dele. O torcedor tem que ficar tranquilo, pois estamos no controle de tudo. O Tininho está atento e tem conversado com o Palmeiras. A gente só pede que o torcedor se aproxime e faça o que está fazendo. Juntos vamos conseguir conquistar o objetivo", contou.

Luciano Sorriso também destacou que o clube tem um percentual no passe do atleta

"A gente tem uma porcentagem que é algo que nos dá algo e retorno para o futuro. É em torno de 30% e 40%. A gente vai poder fazer algo posterior ao encerramento do contrato com o Palmeiras. Caso no futuro a gente tenha o Anderson 100%, vai ser muito bom para o Santa Cruz", finalizou.


Mais Lidas