Decisão

"A confiança não foi perdida", afirma vice-presidente do Náutico


Diógenes Braga acredita que é possível reverter a vantagem do Sport, no domingo (21), na Ilha do Retiro

Robert Sarmento
Robert Sarmento
Publicado em 18/04/2019 às 8:30
Léo Motta/JC Imagem
FOTO: Léo Motta/JC Imagem
Leitura:

A derrota do Náutico para o Sport na primeira partida do Campeonato Pernambucano e, consequentemente, e perda da invencibilidade de 18 jogos, poderia trazer uma clima de desconfiança no elenco, pois o time precisa vencer por dois gols de diferença, no domingo (21), para reverter a vantagem rubro-negra e ser campeão sem a necessidade dos pênaltis, sendo que esse resultado não acontece na Ilha do Retiro há 15 anos.

"A confiança não foi perdida. Tem uma palavra no futebol que se encaixa muito no momento da derrota que é indignação. Quando você tem abatimento, é ruim. A indignação não é. Nós não fizemos um grande jogo. Houve dedicação, mas não repetimos a grande partida que fizemos contra o Ceará, por exemplo", indagou o vice-presidente executivo e de futebol do Náutico, Diógenes Braga.

O dirigente alvirrubro, além de ressaltar a confiança no elenco, afirmou que os jogadores se cobram para ter um melhor rendimento na segunda partida e conseguir o bicampeonato e 23° título do Timbu no total. "Isso gera a cobrança individual de cada atleta de fazer o melhor no próximo jogo. O resultado é consequência. Temos o compromisso de deixar tudo dentro de campo e fazer o melhor jogo possível. Tenho certeza que o elenco vai fazer isso", afirma.

Consequência

Até o momento, além de disputar o título no cenário local, o Náutico acumula na temporada a eliminação na Copa do Brasil, para o Santa Cruz, e é semifinalista da Copa do Nordeste, onde enfrenta o Botafogo-PB. Independente da conquista ou não do Campeonato Pernambucano o planejamento será mantido, de acordo com Diógenes Braga.

"Se você condicionar ao título, é determinante. Se quer algo mais do que apenas que o título é importante. O nosso projeto tem como objetivo final o acesso para a Série B. Se acontecer do título não chegar, o processo não vai ser abordado. No futebol existe a vitória, o empate e a derrota. É preciso está preparado para os três resultados", concluiu.


Mais Lidas