Herança

Gilmar Dal Pozzo elogia trabalho que Márcio Goiano deixou no Náutico

Há pouco mais de uma semana no Náutico, Dal Pozzo tenta implementar suas filosofias de jogo

Publicado em 24/05/2019 às 18:28
Alexandre Gondim/JC Imagem
FOTO: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

Há pouco mais de uma semana no Náutico, o técnico Gilmar Dal Pozzo começa a ter tempo para implementar suas filosofias de jogo na equipe. O novo comandante alvirrubro fez questão de elogiar o trabalho da última comissão técnica e a 'herança' deixada por Márcio Goiano, apesar dos conceitos diferentes. Com mais tempo de trabalho, Dal Pozzo explicou a maneira como o time alvirrubro deve atuar.

"O Márcio (Goiano) tem um conceito mais de posse, jogo mais apoiado, que deu certo. Eu gosto mais de um jogo reativo, com transição de velocidade e gosto de propor o jogo também, atacar o adversário sempre com cinco ou seis jogadores de forma organizada. Então peguei uma herança muito boa da comissão técnica que estava aqui. A partir dessa semana com mais tempo, vou buscando colocar minhas ideias, meus conceitos, então é esse o grande desafio", comentou.

Perfil

Sob o comando de Márcio Goiano, o time do Náutico atuava da mesma maneira independente do adversário, no esquema 4-3-3, com poucas variáveis. Um volante fixo e dois meio-campistas mais avançados. No ataque, um centroavante e dois pontas abertos. Já Gilmar Dal Pozzo gosta de armar estratégias específicas jogo a jogo. Nas últimas duas partidas, o Timbu tem atuado no 4-4-2, com duas linhas de quatro e dois centroavantes. Apesar da diferença de conceitos de jogo, os treinadores se assemelham na relação com o grupo e no trabalho com a base.

"A diretoria do Náutico procurou seguir um perfil de trabalho de técnico e essa foi uma escolha acertada por parte da diretoria, não mudando muito o estilo de conceito de jogo de um técnico para o outro. Peguei uma herança boa do Márcio (Goiano). Fisicamente o time está muito bem e praticamente não fiz grandes mudanças. Eram uns conceitos diferentes de um para o outro", destacou Dal Pozzo.

Mais Lidas