Náutico

Dirigente do Náutico revela dificuldades para reforçar o elenco

Mesmo com a chegada de Wilian Simões, diretoria alvirrubra vai um busca da contratação de mais um lateral-esquerdo

Publicado em 06/06/2019 às 16:32
Léo Lemos/Clube Náutico Capibaribe
FOTO: Léo Lemos/Clube Náutico Capibaribe
Leitura:

A busca por um lateral esquerdo no Náutico durou mais de 40 dias. Desde o fim do Campeonato Pernambucano, a diretoria alvirrubra buscava no mercado um jogador para a posição. Desde então, Assis era o único jogador para o setor, que só ganhou reforço na última segunda-feira (3), depois da contratação de Wilian Simões. Reconhecendo a dificuldade para contratar, Ítalo Rodrigues, executivo de futebol do clube, diz que não faltou planejamento.

"Erro de planejamento não, a gente analisou por baixo mais de 20 nomes, evoluímos em alguns, mas existem algumas variáveis para se contratar um jogador. Estar dentro do parâmetro financeiro do clube, atender as características que a gente precisa e o jogador querer vir. A dificuldade foi em relação ao mercado, não é só o Náutico, quando a gente passou a buscar esse nome, vimos que outros clubes estão procurando e para trazer qualquer um, preferimos não trazer", explicou o dirigente alvirrubro.

Leia mais no JC Online

Mais Lidas