NEYMAR

Neymar cada vez mais próximo de voltar ao Barcelona


Neymar havia deixado o clube catalão em busca de protagonismo no PSG

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 17/06/2019 às 23:01
Foto: Divulgação/Fifa
FOTO: Foto: Divulgação/Fifa
Leitura:

Depois de dois anos, o casamento entre Neymar e o Paris Saint-Germain pode estar muito perto do fim. Com o projeto de levar o time francês ao título da Champions e visando o protagonismo europeu - que pertence a Messi e Cristiano Ronaldo -, o jogador viu o planejamento ser ofuscado por uma sequência de lesões e problemas fora de campo. Com esse divórcio praticamente selado, é para o Barcelona que o camisa dez da seleção deve ir, revivendo a parceria vitoriosa do trio MSN (Messi, Suárez e Neymar).

O clube espanhol vem mantendo contato com o estafe de Neymar tratando sobre esse possível retorno. Esse assunto ganhou ainda mais força após Leonardo, diretor de futebol do PSG, declarar que pode negociar o atleta já na próxima janela de transferência que abre no mês de julho. A negociação envolve uma troca: Neymar iria para o Barça, pela quantia de 100 milhões de euros, e em troca o clube francês receberia Umtiti, Dembélé e Rakitic.

Neymar tem contrato com o Paris Saint-Germain até metade de 2022. Diferente do que aconteceu quando o clube francês pagou a multa rescisória de 222 milhões de euros para tirá-lo do Barcelona, nesta negociação não há multa rescisória. O PSG já admite negociar o jogador, segundo foi divulgado pelo jornal L'Equipe. O presidente do clube, Nasser Al Khelaifi, disse em entrevista a France Football que não quer mais comportamento de celebridades no PSG. Ele afirmou ainda que deseja jogadores que participem do projeto do time.

"Quero jogadores dispostos a dar tudo para defender a honra da camisa e participar do projeto do clube. Aqueles que não querem, ou não entendem, nós vemos e conversamos uns com os outros. A prioridade agora é a total adesão ao nosso projeto", declarou Nasser.

O presidente ainda deixou claro que o brasileiro foi ao clube francês por conta própria, para ser parte de um projeto do Paris. "Ninguém obrigou Neymar a assinar conosco. Ninguém o forçou. Ele veio conscientemente para participar de um projeto", concluiu.

Repercussão espanhola

A negociação do craque foi destaque em vários jornais que circulam na cidade catalã.

Neymar próximo do Barcelona
Neymar próximo do Barcelona e Griezmann mais distante
Reprodução Internet


Mais Lidas